Justiça

Motorista que atropelou e matou mulher em Arapongas é condenado a 7 anos de prisão

O atropelamento aconteceu em março de 2019, quando a vítima voltava de um evento da igreja

Isadora
Isadora Deip / Estagiária com supervisão de Giselle Ulbrich
Motorista que atropelou e matou mulher em Arapongas é condenado a 7 anos de prisão
(Foto: Reprodução/RICtv)

5 de maio de 2022 - 22:09 - Atualizado em 6 de maio de 2022 - 10:58

Rodrigo Batistoni foi condenado a sete anos e quatro meses de reclusão e três meses de detenção, em regime semiaberto, por atropelar e matar Vanessa do Prado, em Arapongas, no norte do Paraná. A decisão veio após um julgamento de mais de sete horas, nesta quinta-feira (5). O crime aconteceu em março de 2019.

De acordo com a decisão do júri, Rodrigo foi condenado por homicídio com dolo eventual, omissão de socorro e fraude processual, uma vez que tentou consertar os danos que ficaram no carro após a batida.

Relembre o caso

À época, Vanessa voltava de um evento religioso de uma Igreja Católica da cidade, junto do namorado, quando foi atropelada. Conforme as investigações, o motorista estava na contramão e em alta velocidade. Depois do acidente, Rodrigo fugiu do local e tentou consertar os danos que foram causados no carro.

A vítima teve ferimentos graves, chegou a ser encaminhada para o hospital mas não resistiu aos ferimentos e morreu três dias depois. O acidente foi registrado por câmeras de segurança.

O motorista chegou a ser preso, mas foi liberado para responder em liberdade quatro meses depois, monitorado por tornozeleira eletrônica. 

Vanessa era mãe de três filhos. Ela foi criada em Lerroville, zona rural de Londrina. Na época do acidente, ela estava morando em Cambé, com os filhos.

Policial, serviços, política, saúde, economia… Tem isso e tudo o que acontece no Paraná no RIC Mais. Clique aqui e mande sua sugestão de pauta.