Justiça

Justiça decide que chamar um homem de “careca” é assédio sexual; entenda

A justiça disse que o caso é “uma violação da dignidade do reclamante”

Eduardo
Eduardo Igor / Produtor com informações do portal Daily Mail
Justiça decide que chamar um homem de “careca” é assédio sexual; entenda
Foto: Reprodução/Twitter/R7

13 de maio de 2022 - 13:33 - Atualizado em 13 de maio de 2022 - 14:58

O funcionário de uma empresa em West Shire, na Inglaterra, entrou na justiça para mover uma ação contra um colega de trabalho após ser chamado de “careca”.

Tony Finn, identificado como a vítima, sofre de alopécia e costantemente era alvo de palavras como “careca de merda”, “calvo”. Os comentários eram ditos pelo supervisor do setor dele. Finn também afirmou que todas as provocações tinham uma conotação sexual.

De acordo com as informações do jornal britânico Daily Mail, o tribunal, com base no depoimento do rapaz decidiu que o caso se tratava de assédio sexual.

“É muito mais provável que uma pessoa que recebe um comentário sobre os seios seja uma mulher. Assim também, é muito mais provável que uma pessoa que recebe uma observação como a feita seja do sexo masculino”,

disse o juiz.

A atitude do supervisor acabou classificada pelo tribunal como “uma violação da dignidade do reclamante”, além de ter criado “um ambiente intimidador para ele”.