Justiça

Homem que atropelou e matou jovem por causa de dívida é condenado a 24 anos de prisão

O denunciado dirigia sem habilitação um caminhão que não apresentava condições de transitar, pois tinha diversos problemas mecânicos

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações do MPPR
Homem que atropelou e matou jovem por causa de dívida é condenado a 24 anos de prisão
Júri ocorreu em Corbélia (Foto: Reprodução/ Google Street Views)

6 de julho de 2022 - 06:52 - Atualizado em 6 de julho de 2022 - 06:52

O Tribunal do Júri de Corbélia, no oeste do estado, condenou a 24 anos e 6 meses de reclusão um homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) pelo assassinato do jovem Renan Stallman, de 24 anos. Além disso, o réu foi condenado também a 10 meses de detenção por fraude processual. O crime foi registrado na cidade de Anahy.

Conforme a denúncia apresentada pela Promotoria de Justiça da comarca, em 23 de novembro de 2018, o denunciado dirigia sem habilitação um caminhão que não apresentava condições de transitar, pois tinha diversos problemas mecânicos. No caminho, cruzou com a vítima, ao qual devia certa quantia em dinheiro e que pilotava uma motocicleta.

Aproveitando-se da situação, lançou o caminhão contra a motocicleta, o que causou a morte da vítima, com a qual havia discutido pouco tempo antes por conta da dívida. Em seguida, evadiu-se do local, descarregou o caminhão, que transportava madeira, e limpou os vestígios do crime.

Os jurados acolheram integralmente as teses da acusação formulada pelo Ministério Público, considerando dupla qualificação: motivo fútil e uso de meio que impossibilitou a defesa da vítima. A sentença foi aumentada também pela consideração de outros quesitos desfavoráveis ao réu, como as circunstâncias do crime e o fato de ele ter maus antecedentes.

O réu estava preso preventivamente e não poderá recorrer em liberdade.