Justiça

Família de mulher morta no set do filme “Rust” processa Alec Baldwin

Halyna Hutchins foi morta e o diretor Joel Souza ficou ferido quando um revólver Colt calibre .45 que Baldwin estava usando durante um ensaio disparou uma bala real

Reuters
Reuters
Família de mulher morta no set do filme “Rust” processa Alec Baldwin
Ator Alec Baldwin

15 de fevereiro de 2022 - 20:06 - Atualizado em 16 de fevereiro de 2022 - 13:34

LOS ANGELES (Reuters) – A família da mulher morta durante as filmagens do faroeste “Rust” entrou com um processo de homicídio culposo contra o ator Alec Baldwin e outros nesta terça-feira (146), alegando que eles desconsideraram várias práticas padrão da indústria destinadas a manter os sets de filmagem seguros.

A ação civil foi aberta no condado de Santa Fé, no Novo México, em nome de Matthew Hutchins, marido da falecida diretora de fotografia Halyna Hutchins, e do filho de 9 anos do casal.

“O processo cita Alec Baldwin e outros responsáveis ​​pela segurança no set e cujo comportamento imprudente e corte de custos levaram à morte trágica de Halyna Hutchins”,

disse o advogado Brian Panish em entrevista coletiva em Los Angeles.

Halyna Hutchins foi morta e o diretor Joel Souza ficou ferido quando um revólver Colt calibre .45 que Baldwin estava usando durante um ensaio disparou uma bala real. O filme, no qual Baldwin também atuava como produtor, estava sendo filmado no Bonanza Creek Ranch, nos arredores de Santa Fé, Novo México.

Aaron Dyer, advogado de Baldwin e outros produtores de “Rust”, disse: “Qualquer alegação de que Alec foi imprudente é totalmente falsa”.

O ator de “30 Rock” e “Saturday Night Live” disse que lhe disseram que a arma estava “fria”, um termo da indústria que significa que é segura.

“Este protocolo tem funcionado em milhares de filmes, com milhões de descargas, e nunca antes houve um incidente em um set em que uma bala de verdade machucou alguém”,

afirmou Dyer.

Por Lisa Richwine e Andrew Hay