Internet

Prefeito Greca manda “lavar e despichar pedra” e post vira polêmica na internet

O post recebeu diversos comentários mencionando a crise hídrica que a cidade enfrenta há cerca de dois anos e outros problemas mais relevantes nos bairros

Daniela
Daniela Borsuk
Prefeito Greca manda “lavar e despichar pedra” e post vira polêmica na internet
(Foto: Redes Sociais)

11 de janeiro de 2022 - 12:30 - Atualizado em 11 de janeiro de 2022 - 15:17

Uma postagem do prefeito de Curitiba, Rafael Greca, na qual ele afirma que mandou “lavar e despichar” uma pedra no Parque Tanguá, um dos pontos turísticos mais conhecidos da capital, virou polêmica e repercutiu nas redes sociais. Na publicação feita nesta segunda-feira (10), o post recebeu diversos comentários mencionando a crise hídrica que a cidade enfrenta há cerca de dois anos e outros problemas mais relevantes nos bairros.

No post, o prefeito escreveu: “#CuritibaBemCuidada #XôVandalismo Mandei lavar e despichar uma pedra do Parque Tanguá, grafitada por um incivil. Nada é pior do que destruir a paisagem natural, ainda que seja para escrever nomes. #XôTranqueira” e publicou um vídeo onde um funcionário público lava a pedra com uma mangueira.

Veja a publicação:

Nas respostas, os moradores questionam o uso de água limpa para lavar uma pedra enquanto muitos curitibanos precisam se programar até mesmo para tomar banho, devido ao rodízio no abastecimento de água na capital paranaense em plena pandemia.

Veja alguns dos comentários:

“Bote a mão na consciência, vale a pena gastar água para “limpar” uma arte numa pedra? Tem gente sem água de verdade, tipo, não tem pra tomar banho sabe”, escreveu um internauta.

“Rodízio dia sim e dia não, mas pra salvar uma pedra que amanhã já vai tá pixada de volta tá suave”, disse outro.

“Enquanto tem bairros (ora ora mais pobres) ficando 3 dias sem água o senhor ta lavando pedra, tenha dó”, pontuou outra pessoa.

“Gostaria de saber quando que vão melhorar a ciclovia do Parque Tingui, é uma vergonha, nem caminhando temos segurança de tantos buracos e super estreito”, questionou outro internauta.

O RIC Mais entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Curitiba e aguarda um posicionamento.

Atualização

Em nota, a Prefeitura de Curitiba informou que as ações de limpeza não são realizadas com água potável e sim com água de reuso de poços artesianos perfurados para esta finalidade.

Veja na íntegra:

“A Prefeitura de Curitiba informa que em nenhuma ação de limpeza realizada na cidade é feito uso de água potável, da rede da companhia que faz o abastecimento. Este tipo de trabalho, como a lavagem de ruas, essencial para o saneamento e para a saúde da população, acontece com água de reuso e vinda dos 30 poços artesianos perfurados pelo município para este fim.”