Infraestrutura

Porto de Paranaguá recebe fragata e navio-aeródromo de mais de 200 metros

Passagem do navio militar é uma das atividades da Aspirantex, tradicional operação da Marinha

 

Isadora
Isadora Deip / Estagiária com informações dos Portos do Paraná e supervisão de Caroline Berticelli
Porto de Paranaguá recebe fragata e navio-aeródromo de mais de 200 metros
Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná

20 de janeiro de 2022 - 19:27 - Atualizado em 16 de março de 2022 - 14:20

O Porto de Paranaguá recebeu, nesta quinta-feira (20), duas embarcações da esquadra da Marinha Brasileira: a Fragata Independência (F-44) e o Navio-Aeródromo Multipropósito “Atlântico” (A-140). Os navios fazem parte da operação “Aspirantex 2022” e permanecem atracados no cais paranaense até a próxima segunda-feira (24).

Com mais de 200 metros de comprimento e 31,7 metros de largura, o A-140 é a maior embarcação da Marinha que já atracou no Porto de Paranaguá. O navio-aeródromo chegou com 1.100 tripulantes, incluindo marinheiros, oficiais e aspirantes.

Já o F-44 atraca no cais paranaense pela segunda vez. A primeira havia sido em janeiro de 2019, quando foi aberto para a visitação pública. A Fragata mede 129,5 metros de comprimento e 13,6 metros de largura, comportando 500 pessoas a bordo.

“Ficamos honrados em receber, aqui no Porto de Paranaguá, essa importante operação que faz parte da formação dos aspirantes à carreira na Marinha do Brasil”,

conta o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Devido às medidas de prevenção à Covid-19, as embarcações não estão abertas às visitas públicas, desta vez.

Aspirantex 2022

A “Aspirantex 2022” é uma tradicional operação da Marinha. Neste ano, o evento teve início no dia 6 de janeiro e termina no próximo dia 27. Além da passagem pelo Porto de Paranaguá, os navios militares também estiveram nos portos de Rio Grande (RS) e Itajaí (SC).

O comandante da 1ª Divisão da Esquadra (ComDiv-1), contra-almirante Marcelo Menezes Cardoso, está liderando o grupo-tarefa, responsável pelo planejamento e execução das atividades.

O objetivo da operação é contribuir para o incremento do adestramento dos meios navais e aeronavais da esquadra, e para a familiarização dos Aspirantes da Escola Naval sobre a vida no mar.

Visitação

Durante o evento, o Porto de Paranaguá recebe, pelo menos, 1.600 visitantes. O diretor de Desenvolvimento Empresarial, André Pioli, enxerga a operação como uma ocasião para impulsionar o turismo pelo Litoral do Estado.

“É uma oportunidade para que os marinheiros e oficiais conheçam a nossa região que é rica em beleza natural e sabe receber. Para isso, disponibilizamos cerca de 300 Revistas de Bordo, feita pelo Porto, para fomentar o turismo”,

afirma Pioli.
Quer mandar uma sugestão de pauta pro RIC Mais? Descreva tudo e mande suas fotos e vídeos pelo WhatsApp, clicando aqui.