Infraestrutura

Ferryboat de Guaratuba tem nova paralisação na noite desta quarta (09)

Depois de duas horas de negociações, funcionários descruzaram os braços e voltaram a operar o serviço

Giselle
Giselle Ulbrich
Ferryboat de Guaratuba tem nova paralisação na noite desta quarta (09)
(Foto: Divulgação / BR Travessias)

9 de fevereiro de 2022 - 21:06 - Atualizado em 9 de fevereiro de 2022 - 21:06

Os funcionários da BR Travessias, empresa que está em seu último dia de operação do ferryboat de Guaratuba, fizeram nova paralisação do serviço, no início da noite desta quarta-feira (09). Depois de pouco mais de duas horas de negociação, eles descruzaram os braços e voltaram a operar os 3 ferryboats e a balsa que fazem a travessia.

A partir das 0h desta quinta-feira (10), o serviço de travessia da Baía de Guaratuba terá uma nova empresa, a Internacional Marítima, que é experiente no ramo e faz os serviço em Navegantes (SC) e Salvador (BA). O governo do Paraná rompeu o contrato com a BR Travessias, por causa do mau serviço prestado nestes 11 meses de contrato. Não bastasse as reclamações dos usuários e as diversas multas que a empresa recebeu, os salários dos funcionários também estavam atrasados.

Por causa do rompimento emergencial e com medo de não receberem de vez os vencimentos, os funcionários realizaram nova paralisação, por volta das 18h desta quarta-feira (09). Eles queriam garantias de que receberiam os pagamentos. Depois de duas horas de negociações, entre a BR Travessias, a Internacional Marítima, o Departamento de Estradas e Rodagem (DER) e do prefeito de Guaratuba, Nelson Justus, os funcionários cederam e voltaram ao trabalho.

Conforme a empresa BR Travessias informou agora a noite, a nova empresa anunciou que manterá o quadro de empregados. E a BR Travessias afirmou que fará os pagamentos de rescisão e salários atrasados já nesta quinta-feira (10).