Futebol

Torcida do PR Clube invade campo antes do fim da partida e agride jogadores e jornalista

O Paraná Clube recebeu a equipe do União, na Vila Capanema, e após a derrota por 3×1, o tricolor foi rebaixado para série prata do Campeonato Paranaense

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais com informações de Diego Schectel
Torcida do PR Clube invade campo antes do fim da partida e agride jogadores e jornalista
(Foto: Diego Schectel)

26 de fevereiro de 2022 - 18:29 - Atualizado em 26 de fevereiro de 2022 - 18:51

O Paraná Clube enfrentou o União na tarde deste sábado (26), na Vila Capanema, em Curitiba. Mas perdeu por 3 x 1 e acabou rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Paranaense. O rebaixamento revoltou os torcedores, que invadiram o campo e tentaram enfrentar a Polícia Militar.

Jogadores dos dois times, além de uma jornalista, assessora de imprensa da Federação Paranaense de Futebol (FPF), foram agredidos. A jornalista foi atingida por uma garrafa de água arremessada pelos torcedores.

O jogo foi concluído aos 40 minutos do segundo tempo, exato momento que a torcida invadiu o campo. Foi necessária a intervenção da Polícia Militar. O Batalhão de Choque entrou em campo e, com uso de bombas de efeito moral, empurrou a torcida de volta para dentro da arquibancada.

Mesmo diante de policiais preparados com balas de borracha e bombas, alguns torcedores ainda tentaram enfrentar os policiais, arremessando objetos contra eles.

Até o momento, não há informações de presos. Também não há feridos graves.

Torcidas presenciais

Com a volta das torcidas presenciais aos estádios, este ano, não é a primeia confusão que ocorre entre torcedores. Já são pelo menos três partidas com registros de confusões, dentro e fora dos estádios.

No último dia 16 de fevereiro, num Atletiba disputado no Couto Pereira, pelo Campeonato Paranaense, a torcida do Athlético quebrou os tapumes de divisão das torcidas e invadiu o espaço coxa-branca. Também jogaram uma grade de proteção contra a torcida do Coxa. A PM teve precisou intervir e a partida foi interrompida por seis minutos. O Paratiba que ocorreu dia 20 de fevereiro também teve muita briga entre as duas torcidas, mas fora do campo, pelas ruas de Curitiba, após o encerramento da partida.

Já a briga de torcidas do Maringá e Athético, na partida do dia 21 de fevereiro, no estádio Willie Davis, trouxe consequências onerosas aos dois clubes. Elas foram multadas pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR). O Maringá deverá pagar R$ 10 mil, além da perda de um mando de campo, enquanto o Furacão precisará desembolsar R$ 50 mil.

Campeonato Paranaense
10ª rodada

PARANÁ 1 x 3 UNIÃO

Paraná: Lucas Wingert; André Krobel, Rodolfo Mol, Rayne e Juninho; Moisés Gaúcho, Vinicius Kiss e Castanha; Iacovelli, Romário e Tadeu.
Técnico: Rodrigo Cascca
Cartões Amarelo: Castanha, Rodolfo Mol e
Cartões Vermelhos:
Gols: Gabriel Correia (20-2º)

União: Flaymar; Tibagi, Gustavo, Márcio e Biro Biro; Giba, Nelsinho, Patrick e Sato; Barreto e Wellisson.
Técnico: Rafael Andrade
Cartões Amarelo: Nelsinho
Cartões Vermelhos:
Gols: Patrick (41-1º), Sato (11-2º) e Wellisson (35-2º)

Data: 26 de fevereiro de 2022
Local: Vila Capanema (Curitiba)
Horário: 16h00 (horário de Brasília)
Árbitro:
Assistentes: