Futebol

Título da Champions League consagra o poder bávaro na temporada

Com as três conquistas na temporada o Bayern de Munique além de melhor time do mundo, se tornou para seus adversários um clube a ser vencido.

Eduardo
Eduardo Demeterco
Título da Champions League consagra o poder bávaro na temporada
Créditos: UEFA Champions League

24 de agosto de 2020 - 16:27 - Atualizado em 24 de agosto de 2020 - 16:33

No último domingo (23) o Bayern de Munique conquistou o hexacampeonato na UEFA Champions League contra o PSG. O clube conseguiu a vitória por 1×0 com gol de Kingsley Coman.

Na temporada 19/20 que encerrou definitivamente com o final da competição, o clube alemão conquistou mais dois títulos: A Bundesliga (Campeonato alemão) e a DFB-Pokal (Copa da Alemanha). O elenco é recheado de estrelas consolidadas e jovens atletas promissores, mas um dos grandes fatores para estas conquistas se chama Hans-Dieter Flick.

Em novembro de 2019, Hans assumiu o time após a demissão de Niko Kovac que acabou não resistindo aos maus resultados no início da temporada. Apesar de ser técnico interino na época, o alemão demonstrou um desempenho acima do normal com direito a goleadas sobre seus adversários incluindo o Borussia Dortmund.

Conforme o Bayern foi se recuperando na tabela e adquirindo a confiança natural de seus jogadores, a diretoria optou por efetivar Hans Flick ao cargo do que optar por trazer outro técnico renomado de fora. E este tiro foi certeiro. A fórmula havia sido criada. Hans conseguiu recuperar atletas como Coman que vinha tendo uma temporada instável, organizou uma defesa junto ao meio campo organizado e um ataque mortal.

Hans Flick no comando do Bayern

  • 36 jogos.
  • 33 vitórias.
  • 1 empate.
  • 2 derrotas.
  • 116 gols marcados.
  • 26 sofridos.
  • Campeão em todas as competições disputadas.

Robert Lewandowski

Não foi a toa a espetacular temporada que o centroavante Robert Lewandowski fez: 55 gols em 47 jogos sendo eles 34 na Bundesliga, 6 na DFB-Pokal e 15 na UEFA Champions League. Com uma temporada inesquecível, o polonês é favorito ao prêmio de melhor do mundo nesta temporada.