Futebol

Tite cita importância da Granja Comary e critica gramado do Maracanã: “É contra o futebol”

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de outubro de 2021 - 14:00 - Atualizado em 29 de outubro de 2021 - 14:15

O técnico Tite concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira, após a convocação da Seleção. Entre os temas abordados, o treinador citou a importância da Granja Comary e fez duras críticas ao gramado do Maracanã.

“Eu queria ter sempre a estrutura da Granja Comary. Ela proporciona todas as condições, potencializa todo o trabalho, dá uma dinâmica toda de estrutura de pessoas, de uma estrutura de local, onde tem bons campos. Bons campos… gente, não dá para ter o Maracanã com o campo que tem, nossa senhora! É contra o futebol, é contra a qualidade, é contra o espetáculo. É contra tudo que a gente busca enquanto futebol: ter campos bons para cobrar técnico, atleta, desempenho, qualidade de passe, raciocínio, execução”, disse o comandante.

“Então, tem toda uma estrutura que permite melhores condições de trabalho. Quando você consegue potencializar isso tudo, ela vai te dar um resultado final melhor, uma condição melhor. Assim como os campos que nós jogamos. Eles foram impecáveis: Manaus estava impecável, Pernambuco estava impecável. O técnico cobra o atleta: ‘Eu preciso ter uma qualidade de passe, velocidade maior’. Aí ele vai olhar para mim e falar: ‘Mas com esse campo, professor?’. Aí eu vou ficar quieto”, completou.

O coordenador da Seleção Brasileira, Juninho Paulista, endossou o comentário do técnico: “A gente quer, sim, jogar no Rio, exatamente por termos a Granja Comary. Só que as condições do Maracanã não nos permitem. Então, a gente busca outras cidades, para que possamos ter as melhores condições. Mas é um lamento a gente não poder usar a Granja Comary com mais frequência.”

Em 2021, time comandado por Tite atuou apenas uma vez no Maracanã: na final da Copa América, em julho, que terminou com derrota para a Argentina pelo placar mínimo. O Nilton Santos, utilizado quatro vezes no período, se tornou o principal estádio da capital fluminense para a Seleção.

O Brasil é líder das Eliminatórias Sul-Americanas e recebe a Colômbia na quinta-feira (11/11), na Neo Química Arena, às 21h30 (de Brasília). Já no dia 16, terça-feira, encara a Argentina fora de casa, em San Juan, às 20h30.