Futebol

Scarpa destaca atenção de Abel aos reservas e esconde estratégia: “Não vou dedurar”

Gazeta
Gazeta Esportiva

18 de dezembro de 2020 - 09:00 - Atualizado em 19 de dezembro de 2020 - 00:00

O meia Gustavo Scarpa, esquecido até a chegada de Abel Ferreira, está em alta no Palmeiras. Alçado à posição de titular, o atleta elogiou o treinador e evitou dar pistas aos adversários durante a entrevista coletiva virtual concedida na tarde de quinta-feira, na Academia de Futebol.

“Acho legal a atenção que eles dão para as pessoas que não vão começar o jogo. Estão sempre conversando, mostrando vídeos. Acho que isso facilita no aprendizado, no entendimento, mesmo que você esteja jogando fora de posição”, disse Scarpa, destacando a igualdade de tratamento da comissão técnica liderada por Abel Ferreira.

“É um cara que realmente nos passa muita confiança e acho que o diferencial é treinar a equipe titular e a reserva de forma igual. Ele não treina em campos separados. Então, todo mundo vê o que o time titular está fazendo, repete e fica ciente do que tem que fazer dentro de campo”, explicou.

Recentemente atrapalhado por um surto de covid-19, Abel Ferreira explorou a versatilidade de Gustavo Scarpa e usou o meia, inclusive, como lateral esquerdo. Durante a entrevista concedida nesta quinta-feira, o atleta foi questionado sobre suas atribuições defensivas e desconversou.

“Não vou ‘caguetar’ a estratégia. Se não, fica mais difícil de colocá-la em prática depois”, disse Gustavo Scarpa, bem-humorado. “Mas, mano, é dedicação, obediência tática, marcar quem tem que marcar e já era”, resumiu o meia, sem dar maiores detalhes.

Semifinalista da Copa Libertadores, o Palmeiras está com foco voltado ao Campeonato Brasileiro. Pela 26ª rodada do torneio nacional, o time defendido pelo embalado Gustavo Scarpa entra em campo para enfrentar o Internacional às 21 horas (de Brasília) deste sábado, no Beira-Rio.