Futebol

Santos não tem técnico, mas “adianta” reforços em um mês

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Santos não tem técnico, mas “adianta” reforços em um mês

15 de dezembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 15 de dezembro de 2019 - 00:00

Raniel foi o primeiro reforço do Santos para 2020 (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O Santos tem dificuldade na busca por um técnico para substituir Jorge Sampaoli, mas ao menos consegue adiantar a montagem do elenco para 2020.

O Peixe já contratou o lateral-direito Madson e o centroavante Raniel. Em relação a 2019, o Alvinegro “ganhou” um mês no planejamento.

O primeiro reforço do Santos para este ano foi Soteldo, no dia 12 de janeiro. E o Peixe começou o Campeonato Paulista sem nenhum deles, com atletas como Felippe Cardoso e Yuri Alberto no time titular. Em compensação, Sampaoli foi anunciado em 17 de dezembro.

O objetivo do Alvinegro é iniciar as competições na próxima temporada com o grupo praticamente definido. Para isso, tem buscado contratações mesmo sem a aprovação do novo comandante, com autonomia para o diretor William Thomas e a equipe de análise de desempenho.

O Santos ainda quer um zagueiro, um lateral-esquerdo, um volante, um meia e um atacante de lado de campo. O Peixe prevê mais reforços até o fim do ano. Sem grandes recursos financeiros, a ordem é ter criatividade, como nos casos de troca de Raniel por Vitor Bueno com o São Paulo e Victor Ferraz por Madson com o Grêmio.