Futebol

Renan vê “vantagem pequena” contra o Libertad e time fortalecido por volta de Abel

Gazeta
Gazeta Esportiva

15 de dezembro de 2020 - 08:00 - Atualizado em 16 de dezembro de 2020 - 00:00

O Palmeiras entra em campo para enfrentar o Libertad às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira, pelas quartas de final da Copa Libertadores. Animado com a volta do técnico Abel Ferreira, recuperado de covid-19, o jovem zagueiro Renan não se empolga com a vantagem do time alviverde para avançar às semis no Allianz Parque.

Na primeira partida pelas quartas, disputada no Estádio Defensores del Chaco, Palmeiras e Libertad empataram por 1 a 1. Como marcou na condição de visitante, a equipe brasileira passa de fase na Copa Libertadores em caso de 0 a 0 dentro do Allianz Parque.

“A vantagem é pequena, sabemos que o Palmeiras sempre joga em busca da vitória”, pontuou Renan em entrevista à Gazeta Esportiva. “Não podemos entrar em campo pensando nessa vantagem. Estamos focados apenas em vencer para classificar às semifinais”, completou o jovem, que deve começar no banco contra o Libertad.

Diagnosticado com covid-19, Abel Ferreira desfalcou o Palmeiras nos confrontos com Santos (2 x 2), Libertad (1 x 1) e Bahia (3 x 0). Com a volta do treinador português, prevista para a noite desta terça-feira, as chances de sucesso são ainda maiores, de acordo com Renan.

“Sem dúvidas, fortalece, porque é um treinador que apoia bastante, sabe conversar com os jogadores. Então, querendo ou não, faz falta estar à beira do gramado. Acredito que o retorno dele vai ser muito bom para sequência do trabalho”, afirmou o defensor, campeão mundial sub-17 com a Seleção Brasileira em 2019.

O Palmeiras deve entrar em campo para buscar uma vaga nas semifinais da Copa Libertadores com a seguinte escalação: Weverton; Gabriel Menino, Luan, Gustavo Gomez e Matias Viña; Danilo, Zé Rafael e Raphael Veiga; Gabriel Veron (Gustavo Scarpa), Rony e Willian.