Futebol

Primeira fase da Copa do Brasil termina com três clubes paranaenses eliminados

Paraná Clube, Londrina e Operário dão adeus à competição de forma precoce; Azuriz, Coritiba e FC Cascavel seguem na disputa. Athletico entra apenas na terceira fase

Guilherme
Guilherme Almeida
Primeira fase da Copa do Brasil termina com três clubes paranaenses eliminados
Azuriz, Coritiba e FC Cascavel seguem na briga pela taça (Foto: Reprodução/CBF)

3 de março de 2022 - 12:24 - Atualizado em 3 de março de 2022 - 12:24

A primeira fase da Copa do Brasil chega ao final na noite desta quinta-feira (03), com mais quatro jogos. No entanto, como nenhuma das partidas envolve equipes paranaenses, já é possível fazer um balanço da participação dos clubes do estado na disputa.

Na edição que contou com o maior número de clubes paranaenses em toda a história, metade deles já ficou pelo caminho precocemente. Paraná Clube, Operário e Londrina, que curiosamente caíram no mesmo pote do sorteio, deram adeus logo de cara.

Somente Coritiba, Azuriz e FC Cascavel seguem na disputa, além do Athletico, que entrará apenas na terceira fase, por estar classificado para a Copa Libertadores.

Decepções

Não dá para negar que a precoce eliminação de três equipes logo na primeira fase da Copa do Brasil causa um sentimento de frustração coletiva. Das três, a que chama mais atenção é a do Operário.

O Fantasma, que dependia apenas de um empate para classificar, foi eliminado pelo modesto Real Noroeste-ES, que nas três participações na competição, sempre havia caído na primeira fase. A derrota por 2 a 1 frustra os planos da equipe, que pelo segundo ano seguido, cai logo no início da competição. Em 2021, foi eliminada pelo Coritiba, na segunda fase.

Operário foi derrotado pelo Real Noroeste-ES (Foto: Real Noroeste-ES)

Outra decepção foi o Londrina, que não conseguiu fazer frente ao Ceilândia-DF, e também deu adeus à Copa do Brasil prematuramente. O Tubarão, que também dependia apenas de um empate, foi presa fácil para o time candango, e sofreu dura derrota por 2 a 0. Era o retorno da equipe à competição nacional, após um ano de ausência. Em 2020, o clube também havia sido eliminado na primeira fase, para o XV de Piracicaba-SP.

Tubarão foi presa fácil para o Ceilândia-DF (Foto: Lucas Bolzon)

A eliminação do Paraná Clube na Copa do Brasil é a que chega a ser menos “surpreendente”, após o momento caótico vivido pela equipe, rebaixada no Campeonato Paranaense com uma rodada da antecedência. Obviamente, a frustração é do mesmo tamanho dos rivais, pois o Tricolor também precisava somente do empate, mas acabou sendo presa fácil do Pouso Alegre-MG, lanterna do estadual mineiro.

Em comum, além do prejuízo esportivo, a eliminação precoce do trio na Copa do Brasil representa R$ 750 mil a menos nos cofres, que certamente farão falta ao longo da temporada.

Na segunda fase

Porém, outro trio, formado por Coritiba, FC Cascavel e Azuriz mandou bem na primeira fase da Copa do Brasil, e seguem na caminhada na competição.

O FC Cascavel foi o primeiro a se classificar. A Serpente Aurinegra aproveitou o fator casa, e bateu a Ponte Preta, por 1 a 0, avançando pelo segundo ano seguido à segunda fase da competição. Na próxima fase, irá encarar o Tocantinópólis-TO, que surpreendeu ao eliminar o Náutico.

FC Cascavel eliminou a Ponte Preta (Foto: Reprodução/FC Cascavel)

O Azuriz sofreu, mas conseguiu bater o Botafogo-SP, da terceira divisão nacional, com um gol no final da partida, e fez história ao se classificar logo na primeira participação de sua história em uma competição nacional. O adversário na segunda fase será o Mirassol-SP, que surpreendeu e eliminou o Grêmio, segundo maior vencedor do torneio.

Azuriz fez história ao eliminar o Botafogo-SP (Foto: Reprodução)

O Coritiba se classificou com relativa facilidade, ao bater o Bahia de Feira, de virada, por 5 a 2, com grande desempenho apresentado. O Coxa, que em 2021, chegou até a terceira fase, espera seguir mais adiante neste ano. Na segunda fase, a equipe enfrentará justamente o Pouso Alegre-MG, que eliminou o rival Paraná Clube, e impediu a chance de ocorrer o Paratiba na competição nacional.

Léo Gamalho marcou dois gols na classificação do Coritiba (Foto: Reprodução/Coritiba)

Jogo único

Na segunda fase da Copa do Brasil, novamente as partidas serão em jogo único, com mando de campo previamente definido no sorteio que definiu os confrontos da primeira fase.

Com isso, apenas o Azuriz atuará em casa. Coritiba e FC Cascavel precisarão duelar fora de seus domínios. Nesta fase, não há vantagem de empate, portanto, em caso de igualdade, a decisão vai para os pênaltis. As datas e horários das partidas da segunda fase serão divulgados posteriormente pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF).