Futebol

Presidente do Santos diz que “alinhou acordo” com o Atlético Nacional

Gazeta
Gazeta Esportiva

12 de dezembro de 2020 - 15:49 - Atualizado em 12 de dezembro de 2020 - 16:00

O presidente Orlando Rollo disse neste sábado, dia de eleição, que o Santos avançou por um acordo com o Atlético Nacional (COL) pela dívida na compra de Felipe Aguilar, em 2019. O zagueiro está no Athletico-PR.

O débito é de cerca de R$ 4 milhões por parcelas atrasadas. Esse calote impede o Peixe de registrar novos jogadores.

“A maior parte é referente à venda antecipada dos mecanismos de solidariedade. Estão sendo usados na nossa negociação com o Atlético Nacional. Aceitaram receber esses valores. Outra parte vem da Virada Santista, nossa vaquinha. Alinhamos acordo com o Atlético Nacional”, disse Rollo.

O Peixe tinha 844 mil euros (R$ 5,2 mi) a receber a curto prazo por mecanismos de solidariedade – valores pagos a clubes formadores por venda de atletas. Com problemas financeiros, o Alvinegro negociou a venda desses créditos no mercado financeiro. Com juros e comissão, a antecipação será de 718 mil euros (R$ 4,5 mi).

As parcelas dos mecanismos se referem a negociações com Robson Bambu (Nice), Danilo (Juventus), Caio Henrique (Monaco), Carlos Vinicius (Benfica) e Felipe Anderson (West Ham).

Na vaquinha, o Santos arrecadou cerca de R$ 1,1 milhão.

Salários atrasados

Rollo também falou sobre as pendências com o elenco e comissão técnica.

“Nos últimos dias pagamos os salários do administrativo, 13º dos funcionários. Duas folhas de imagem atrasadas (ao elenco) e todas as premiações, inclusive do presidente que eu sucedi. Salários de novembro ainda encontram-se em aberto, mas temos conversado com os jogadores. Eles entendem a situação e esperamos pagar, por meio de algumas ações, nos próximos dias”, concluiu.