Futebol

Presidente do Paraná Clube nega possibilidade de abandonar competições e diz que não vende sonho de jogar Série A em três anos

Em uma única semana, o clube passou a ter um novo mandatário e teve o rebaixamento confirmado à Série D do Campeonato Brasileiro

Johan
Johan Gaissler
Presidente do Paraná Clube nega possibilidade de abandonar competições e diz que não vende sonho de jogar Série A em três anos
Rubens Ferreira Silva, no centro da imagem, tomou posse na última semana. (Foto: Diego Schechtel/Rádio Triboleiros)

22 de setembro de 2021 - 09:34 - Atualizado em 22 de setembro de 2021 - 09:34

O novo presidente do Paraná Clube, Rubens Ferreira Silva, concedeu uma entrevista coletiva na última segunda-feira (20) na sala de imprensa da Vila Capanema. Em uma única semana, o clube passou a ter um novo mandatário e teve o rebaixamento confirmado à Série D do Campeonato Brasileiro, antes mesmo de entrar em campo faltando duas rodadas para o fim da primeira fase da atual temporada da terceira divisão.

Questionado sobre a possibilidade do Tricolor não conseguir disputar competições em 2022 por conta de revisões de planejamento e dificuldades em encontrar um norte neste sentido, Rubens negou: “Nós estamos fazendo um planejamento de Série D, mas vamos disputar a Taça São Paulo (sic) mesmo com a base estando parada desde março. Vamos disputar o Campeonato Paranaense, vamos disputar a Copa do Brasil e vamos disputar Brasileiro da Série D”. Eram duas possibilidades: planejar o clube na Série C ou planejar o clube na Série D – houve a concretização da segunda.

A posse de Rubens Ferreira Silva e do novo conselho gestor estava prevista para o mês de dezembro, mas pela ausência de um gestor eleito pelo clube, houve um adiantamento de três meses com um objetivo de acelerar o planejamento para a próxima temporada. A chapa vencedora, ‘Transparência e Responsabilidade’, assume o Conselho Gestor do Paraná com mandato que se encerra em 2024.

Rubens foi eleito em uma eleição com três candidatos, porém abre as portas do clube para outras chapas. Inclusive, disse que já convocou adversários para participar do grupo de apoio à administração do Paraná.

No momento, com a temporada 2021 chegando ao fim para o Tricolor, a ideia é buscar parcerias que sejam benéficas para o clube, sem o receio de solicitar empréstimo a outros clubes, inclusive rivais, oferecendo retorno a longo prazo. O novo presidente deixa claro que o planejamento não deve causar nenhuma ascensão imediata do clube à elite do futebol nacional. “Se a torcida acha que nós vamos conseguir botar o Paraná na Série A em três anos, esqueçam. Eu vou olhar pra cima e falar: ‘Desçam. Venham aqui pro chão!’. Isso é sonho e eu vou vender sonhos”, enfatiza.

Sobre a manutenção das categorias de base do clube, Rubens Ferreira Silva diz que o futuro do clube passa pelos jovens atletas que são formados. “Hoje a sustentabilidade do clube obrigatoriamente tem que ser nas categorias de base, mas eu não tenho recurso pra manter. Nós temos três propostas que já foram analisadas pelo comitê de novos negócios e deve ser apresentada nessa semana no Conselho Deliberativo”.

O jogo que encerra a participação do Paraná Clube na Série C será contra o também rebaixado Oeste, no próximo sábado (25), às 17 horas na Vila Capanema. Para 2022, o clube tem no calendário a confirmação de disputas dos campeonatos Paranaense e da Série D, e ainda aguarda se será ranqueado para participar da Copa do Brasil e se irá ser convidado pela Federação Paulista de Futebol para jogar a Copa São Paulo de Futebol Júnior (sub20). Para essa última, há uma parceria firmada caso o clube entre em campo.