Futebol

Preparador de goleiros do Botafogo revela cautela com Gatito

Gazeta
Gazeta Esportiva

17 de novembro de 2021 - 16:57 - Atualizado em 17 de novembro de 2021 - 18:30

Ídolo no Botafogo, o goleiro Gatito Fernández não joga há mais de um ano, fruto de uma lesão no joelho direito. Restando apenas duas partidas para o fim da temporada 2021, é grande a possibilidade de que o arqueiro paraguaio só retorne aos gramados no ano que vem.

Ainda restam mais de dez dias para o jogo final da Série B contra o Guarani, no Nilton Santos, mas, segundo o preparador de goleiros Flávio Tenius, é preciso cautela.

“Gatito está cada vez melhor. Temos que tomar muito cuidado, estamos em busca de um título e queremos todo mundo bem. Dia a dia ele está sendo avaliado, tem treinado bem, a cada dia ele melhora. Acho que, depois dele, eu sou a pessoa que mais quer que ele volte a jogar logo”, afirmou em entrevista ao Canal do “TF”.

Gatito, de 33 anos, já manifestou o desejo de permanecer no clube, que voltará à primeira divisão em 2022. No Botafogo, entretanto, o seu salário pode ser um empecilho à renovação do contrato que termina em dezembro.

Além disso, o goleiro Diego Loureiro, de apenas 23 anos, se firmou como titular e foi importante na campanha do Brasileiro. “O Diego é um jovem que tem muito talento e ajudou demais nessa caminhada. Na hora H ele foi firme e nos ajudou demais. O Botafogo ganhou hoje, além do acesso, um goleiro que pode ser o titular futuramente por muito tempo”, projetou Tenius.