Futebol

“Pode ser uma boa jogada da Roma, mas trará uma série de consequências”, diz ex-dirigente sobre Mourinho

Gazeta
Gazeta Esportiva

6 de maio de 2021 - 13:42 - Atualizado em 6 de maio de 2021 - 14:00

Na última terça-feira, a Roma anunciou que José Mourinho será o novo treinador da equipe a partir da próxima temporada. Em entrevista ao site Gianluca Di Marzio, Pietro Lo Mocaco, que era dirigente do Catania quando Mourinho comandava a Inter de Milão e desafeto do português na época, opinou sobre a contratação do time da capital italiana, afirmando que podem haver consequências.

“Pode ser uma boa jogada da Roma, mas trará uma série de consequências. José não prima propriamente pelo seu trabalho em campo, pelo menos não tanto atendendo à sua fama como treinador. Por outro lado, é muito bom a motivar as suas equipes e a manter todos unidos, as especulações ficam fora do vestiário. Fabio Capello é igual nesse aspecto, e não foi por acaso que a Roma ganhou o Campeonato Italiano com ele”, afirmou Pietro.

O ex-dirigente ainda questionou o por que de a Roma estar contratando tantos portugueses, como Paulo Fonseca, atual treinador, e Tiago Pinto, diretor esportivo.

“Não compreendo por que é que os donos da Roma parecem tão arrebatados pelo futebol português. Com todo o respeito, tenho até dificuldade em aceitar que seja melhor que o futebol italiano. Se querem olhar para o estrangeiro, por que não vão para algo realmente transformador, como Marcelo Bielsa?”, questionou.

Pietro Lo Monaco também destacou que a Roma terá que ir ao mercado para contratar jogadores com nível desejado por Mourinho.

“Em qualquer caso, com um treinador como Mourinho há que estar preparado para um ‘banho de sangue’ no mercado de transferências. José precisa da equipe dele, de ter jogadores de um determinado nível, que a Roma neste momento não tem”, afirmou.