Futebol

Peres não vê impedimentos para volta de Robinho, mas Santos não faz proposta para negociar dívida

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Peres não vê impedimentos para volta de Robinho, mas Santos não faz proposta para negociar dívida

14 de abril de 2020 - 00:00 - Atualizado em 14 de abril de 2020 - 00:00

Santos segue distante de pagar dívida com Robinho (e trazê-lo de volta) (Foto: Divulgação/Ivan Storti)

O presidente do Santos, José Carlos Peres, não vê impedimentos para o retorno de Robinho, atualmente no Basaksehir, da Turquia. O Peixe, porém, ainda não fez proposta para parcelar a dívida de cerca de R$ 4 milhões com o atacante.

“Robinho é um Menino da Vila, grande parte da torcida gosta dele. É uma pessoa com uma alegria impressionante, muito bom de vestiário. Sempre terá lugar no Santos e no coração do santista. Temos uma dívida sim e já calculamos junto à empresária dele. Estamos retomando o pagamento. Ele foi muito generoso com a gente, tem amor pelo Santos”, disse Peres, ao Canal do Nicola. 

“Ele manda vídeos dizendo que quer voltar. Teve um problema sério no exterior (condenação por violência sexual na Itália). No início da minha gestão, queria trazê-lo. Ele voltou, se defendeu (na Justiça e não foi absolvido). No momento, não há nada que impeça ele de vir para o clube”, completou o presidente.

O Santos se reuniu com Marisa Alija, advogada de Robinho, em 6 de março. Ficou combinada uma nova conversa após o Peixe fazer uma oferta para parcelar o valor. O documento ainda não foi enviado.

O contrato de Robinho no Basaksehir termina em junho e tem cláusula de renovação por mais um ano, mas o clube turco não deve exercer a preferência. Uma nova regra no país é a principal barreira. 

O Santos não esconde o desejo de trazer Robinho de volta, mas sabe que, primeiramente, precisa resolver a questão da dívida de outras gestões. A possibilidade de pagar o débito junto ao salário não é pauta neste momento, mas pode vir a ser.