Futebol

Mancini enfatiza briga por posições no Corinthians: “Não sei qual é a equipe titular”

Gazeta
Gazeta Esportiva

12 de maio de 2021 - 07:00 - Atualizado em 12 de maio de 2021 - 07:15

Em meio a uma maratona de jogos, o técnico Vagner Mancini vai quebrando a cabeça para tentar formar a sua equipe titular no Corinthians. Depois de golear a Inter de Limeira por 4 a 1, nesta terça-feira, e garantir uma vaga na semifinal do Paulistão, o Timão volta a campo já nesta quinta-feira, diante do Peñarol, pela Sul-Americana,

Em entrevista coletiva, o comandante alvinegro afirmou que ainda não sabe qual é o seu time titular, mas ressaltou que quem está jogando mais é porque está se destacando, tanto nos treinos quanto nos compromissos oficiais.

“Eu não sei qual é a equipe titular do Corinthians, hoje eu tenho vários atletas em condições de entrar e jogar. Aqueles que estão dando mais respostas têm jogado mais. Mas é importante dizer que numa semana de jogo domingo, terça, quinta e domingo a gente vai ter que fazer opções às vezes”, comentou.

Com diversas partidas em sequência, abriu-se espaço para alguns garotos das categorias da base, e muitos deles estão chamando a atenção. Nomes como Lucas Piton, Raul Gustavo e Cauê se destacaram e ganharam as vagas de jogadores veteranos, como Fábio Santos, Gil e Jô.

Segundo salientou Mancini, essa competitividade está fazendo muito bem ao clube e os mais experientes entenderam o momento e estão apoiando os jovens.

“O Fábio é um atleta diferenciado, não só dentro de campo, é um líder, um cara de uma de uma inteligência acima, tem nos ajudado bastante, entendeu a situação, tem conversado muito com o Piton. É muito importante quando você é jovem e entra no lugar de um atleta mais experiente que você tenha apoio. E não só o Fábio, o Jô fez isso, o Gil fez isso, outros atletas também, porque eles entenderam o quanto que seria importante que a equipe evoluísse em termos táticos, como sistema de jogo e como individualidade também. Então, hoje a gente tem alguns atletas jogando muito bem, tem outros que momentaneamente estão de fora e essa competitividade só faz bem ao Corinthians”, disse.

O treinador ainda afirmou que vê essa semana cheia de compromissos de forma positiva.

“Essa é a semana mais gostosa do Corinthians. A gente quer jogar. Nós sabemos que o que muda na nossa vida são as partidas, são as conquistas, são os títulos, mas é muito importante quando você tá dentro de campo, porque é duro quando você tem um jogo de domingo e volta a jogar só no outro domingo, o dia que você ganha, você passa uma semana bacana, o dia que pede, você passa uma semana difícil. É importante quando você tem decisões na terça, na quinta, no outro domingo e na outra quarta e no outro domingo e assim por diante. Para isso, a gente tem que respeitar a individualidade, a recuperação de cada atleta, mas acima de tudo tentar usar isso a nosso favor. Hoje nós temos um elenco um pouquinho maior para suprir exatamente essa deficiência, mas, ao mesmo tempo, você tem mais mãos tentando ajudar. Desde que você tenha um ambiente bacana, um dia a dia saudável, você consegue tirar de cada uma dessas pessoas algo a mais que tem sido fundamental neste momento”, finalizou.

O Corinthians volta a campo agora, portanto, nesta quinta-feira, às 21h30 (de Brasília), quando visita o Peñarol, pela quarta rodada da fase de grupos da Copa Sul-Americana. No domingo, o desafio será pela semifinal do Estadual. O adversário, no entanto, só será conhecido na sexta-feira, quando todos os jogos das quartas de final se encerram.