Futebol

Já classificado, Brasil empata com Argentina e mantém invencibilidade nas Eliminatórias

Gazeta
Gazeta Esportiva

16 de novembro de 2021 - 21:28 - Atualizado em 16 de novembro de 2021 - 23:15

Já classificada à Copa do Mundo de 2022, a Seleção Brasileira manteve sua invencibilidade nas Eliminatórias Sul-Americanas na noite desta terça-feira. No Estádio Bicentenario, em uma partida pegada, o time comandado por Tite empatou por 0 a 0 com a rival Argentina.

Com campanha de 11 vitórias e dois empates, a Seleção Brasileira contabiliza 35 pontos ganhos e lidera as Eliminatórias Sul-Americanas. A Argentina também está invicta, mas segue em busca da classificação, já que ainda tem 29 pontos e figura no segundo posto.

O jogo disputado em San Juan, marcado por cotovelada de Otamendi em Raphinha, foi o último das duas seleções pelas Eliminatórias em 2021. Na 15ª rodada, prevista para 27 de janeiro, o Brasil volta a campo para enfrentar o Equador, como visitante. A Argentina, por sua vez, encara o Chile, também fora de casa.

O Jogo – Com um ataque jovem e veloz, a Seleção Brasileira teve a melhor oportunidade do primeiro tempo. Após vacilo de Otamendi e Romero, Lucas Paquetá deixou Vinícius Júnior na cara do gol, mas o atacante do Real Madrid tentou dar uma cavadinha diante de Martinez e mandou para fora.

Em nova chance como titular, Raphinha protagonizou o lance mais polêmico da metade inicial. Ao tentar desarmar Otamendi pela direita, o brasileiro levou uma cotovelada claríssima e ficou com a boca sangrando, mas o VAR nem sequer acionou o árbitro uruguaio Andrés Cunha.

Na chegada mais consistente da Argentina durante a etapa inicial, Acuña recebeu de Messi pela esquerda e passou na entrada da área para chute de De Paul, defendido por Alisson. Atingido por Otamendi, Raphinha tentava estancar o sangramento na boca com um chumaço de algodão.

A Seleção Brasileira voltou a levar perigo no segundo tempo. Em cobrança de falta pela esquerda, Raphinha cruzou dentro da área e Otamendi cortou de cabeça. No rebote, Fred ajeitou a bola no peito e finalizou para acertar o travessão da meta defendida por Emiliano Martinez.

Com o Brasil sem correr maiores riscos no campo de defesa, em um lance maravilhoso, Vinícius Júnior aplicou uma carretilha em Molina antes de tocar para Paquetá pela esquerda. Pouco depois, Danilo cruzou da direita e o atacante do Real Madrid chutou para defesa de Martinez.

Apoiada de forma maciça por sua torcida, a Argentina ensaiou uma pressão no final, mas parou no consistente sistema de defesa do Brasil e praticamente não teve chances de gol. Em uma exibição discreta, Lionel Messi nos minutos finais chutou da entrada da área e viu Alisson fazer defesa segura.

FICHA TÉCNICA:

ARGENTINA 0 x 0 BRASIL

Local: estádio Bicentenário, em San Juan (Argentina)

Data: 16 de novembro de 2021, terça-feira

Hora: 20h30 (de Brasília)

Árbitro: Andres Cunha (Uruguai)

Assistentes: Richard Trinidad (Uruguai) e Nicolas Tarán (Uruguai)

VAR: Esteban Ostojich (Uruguai)

Cartões amarelos: Romero, Paredes, Pezzella e Acuña (ARG); Lucas Paquetá e Fabinho (BRA)

ARGENTINA: Emiliano Martinez, Molina, Romero (Pezzella), Otamendi e Acuña; Paredes (Lisandro Martinez), De Paul e Lo Celso; Messi, Lautaro Martínez (Joaquin Correa) e Di Maria (Julian Alvarez)

Técnico: Lionel Scaloni

BRASIL: Alisson; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Fabinho, Fred e Lucas Paquetá (Gerson); Vinícius Júnior, Raphinha (Antony) e Matheus Cunha (Gabriel Jesus)

Técnico: Tite