Futebol

Investimento alto e déficit físico afastam Benítez de permanecer no São Paulo

Gazeta
Gazeta Esportiva

3 de dezembro de 2021 - 07:38 - Atualizado em 3 de dezembro de 2021 - 09:00

Martín Benítez tem contrato por empréstimo com o São Paulo somente até o fim da atual temporada. O meia, que pertence ao Independiente, da Argentina, tem uma opção de compra fixada em 3 milhões de dólares (R$ 16,9 milhões), mas o Tricolor, em grave crise financeira, não irá exercê-la.

Até então, a diretoria vinha buscando a renovação do empréstimo do meia junto ao Independiente. Embora não seja titular absoluto sob o comando do técnico Rogério Ceni, Benítez poderia ser útil em determinadas situações, como foi no último sábado, contra o Sport.

O camisa 8 do São Paulo deixou o Morumbi no último fim de semana ovacionado, mas nesta quinta-feira, contra o Grêmio, foi um dos piores em campo, provando que Rogério Ceni estava certo ao fazer críticas sobre sua condição física, rebatendo boa parte da torcida que então o pressionava para que o argentino tivesse mais destaque.

Contra o Grêmio, Benítez escancarou sua falta de intensidade, tendo dificuldades para pressionar a saída de bola adversária. Cometendo erros de passe e sendo desarmado diversas vezes, o meia pouco agregou à equipe e acabou sendo substituído no intervalo, dando lugar a Igor Vinícius.

Com mais dois jogos para o fim da temporada, Benítez caminha a passos largos para o fim de sua trajetória no Morumbi. Ao invés de desembolsar R$ 16,9 milhões para tê-lo em definitivo, a diretoria deverá buscar a solução para seus problemas na base. Pedrinho, camisa 10 do time sub-20, desponta como o próximo meio-campista de destaque revelado em Cotia e deve começar a treinar regularmente com os profissionais em 2022.