Futebol

Hulk recorda trajetória, exalta elenco e dedica título do Atlético-MG à torcida

Gazeta
Gazeta Esportiva

2 de dezembro de 2021 - 19:38 - Atualizado em 2 de dezembro de 2021 - 20:45

O atacante Hulk foi um dos principais responsáveis pelo título brasileiro do Atlético-MG. Ele é o artilheiro do campeonato com 18 gols e, no duelo decisivo contra o Bahia, anotou a primeira bola na rede que abriu caminho para a virada alvinegra.

Após a confirmação da conquista, Hulk relembrou sua trajetória como jogador de futebol e destacou a oportunidade de ser campeão justamente em Salvador, onde iniciou sua carreira profissional.

“Comecei aqui em Salvador. Com 16 anos vim para o Vitória, me tornei profissional aqui, fiz apenas dois jogos no Brasileiro e fui embora. Passei toda minha carreira lá fora. Pude voltar aqui, em Salvador, onde comecei, onde toquei a bola pela primeira vez e comemorar”, declarou ao Premiere.

O camisa 7 também rasgou elogios ao elenco atleticano. Ele comentou que se sente “privilegiado” por poder fazer parte do grupo e que se sente um “moleque de base” ao lado dos companheiros de equipe.

“Esse troféu tem tudo a ver com a gente. São 50 anos de Brasileiro, 50 anos que não comemorava o título. A gente passou por momentos difíceis, mas temos que trabalhar, manter os pés no chão e manter a humildade. Só tenho que agradecer. Esse grupo merece demais, é maravilhoso. Me sinto privilegiado. Voltei a ser um moleque da base, querendo cada vez mais nos treinos e nos jogos. Esse grupo merece demais!”, acrescentou.

Por fim, Hulk ressaltou a importância da torcida para o Atlético-MG conquistar o título e dedicou a taça aos torcedores do clube. “Em casa a gente joga com leveza e confiança porque temos um jogador a mais, a torcida nos ajuda bastante no dia a dia. O carinho que eles transmitem para a gente com certeza nos incentiva mais para chegarmos no campo e correr”, disse.

“A gente estava perdendo de 2 a 0, olhando um para a cara do outro e falando vamos, vamos. Combinamos de sair daqui com o título hoje. Todo mundo dando um pouco a mais, eu já não estava aguentando correr de dor e cansaço. Tenho certeza de que a torcida vai estar esperando a gente em massa em BH para poder comemorar, porque eles merecem demais!”, completou o atacante.