Futebol

Guilherme Santos afirma que não quis deixar o Botafogo

Gazeta
Gazeta Esportiva

19 de agosto de 2020 - 09:57 - Atualizado em 19 de agosto de 2020 - 10:31

O Botafogo vem reforçando o elenco para fazer uma boa campanha no Campeonato Brasileiro. Umas das posições com mais jogadores no setor é a lateral esquerda.

Guilherme Santos chegou no início da temporada e foi perdendo espaço ao longo do ano. No entanto, o jogador afirmou que contrariou parte da família e ficou no Botafogo.

“Quando a situação começou a se desenhar para ficarem muitos jogadores na posição, com a chegada do Victor Luis, que todos sabem que é um jogador que tem intimidade com o clube, sem receio ou me intimidar procurei chamar o pessoal e falar que não queria sair. Tive oportunidades para ir para outros clubes, algumas pessoas da família queriam, mas na vida não dá para partir a cada dificuldade, tem que enfrentar. Queria ajudar o grupo, nem que fosse com a experiência no vestiário – disse ao Globoesporte.com.

Após o retorno do futebol, o técnico Paulo Autuori passou a escalar Guilherme Santos mais avançado, no ataque. Com isso, o jogador passou a ter mais chances na equipe alvinegra.

“Ele conversou comigo, com a situação de não me preocupar com o que estava saindo na mídia. Dentro dessa conversa eu sugeri a ele, fiquei meio na dúvida se falava, mas disse que estava para ajudar em qualquer outra situação para fazer o melhor. A oportunidade chegou quando eu menos esperava, contra o Fluminense. Peguei, estava preparado, joguei tanto aberto quanto de terceiro volante pelo lado esquerdo”, declarou.

Guilherme Santos segue como opção para Paulo Autuori nesta quarta-feira, quando o Botafogo terá pela frente o Atlético-MG, no Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro.