Futebol

Gómez admite jogo especial contra o Libertad no Paraguai

Gazeta
Gazeta Esportiva

6 de dezembro de 2020 - 12:06 - Atualizado em 6 de dezembro de 2020 - 12:30

O zagueiro Gustavo Gómez reconhece que enfrentar o Libertad, do Paraguai, irá lhe trazer um sentimento diferente. O rival de terça-feira do Palmeiras na abertura do confronto das quartas de final da Libertadores foi o clube que abriu espaço para o zagueiro brilhar no futebol.

“Eu tenho muitos amigos no Libertad”, admitiu Gómez, em entrevista neste domingo após treino na Academia de Futebol.  “São pessoas que trabalham lá, foi onde comecei a carreira, todos me ajudaram muito, então há um carinho, sempre falo com os companheiros. Será um jogo especial para mim”,  reconheceu.

No Libertad, Gómez também terá pela frente veteranos que já brilharam no futebol paraguaio, como o zagueiro quarentão Paulo da Silva e principalmente o atacante Oscar Cardozo, de 37 anos, ex-Benfica, de Portugal. O duelo particular com o centroavante traz ainda mais responsabilidade para Gómez.

“Como todo mundo sabe, o Cardozo é um líder do futebol paraguaio, foi meu companheiro na seleção. Mas estamos focados para tentar uma vantagem fora de casa que seria muito importante nesse confronto”, avisou Gómez.

Durante toda a entrevista deste domingo, Gómez não mudou o tom quando falou do antigo clube e do futebol paraguaio, apesar de claramente o Palmeiras entrar no duelo como favorito para conquistar a classificação às semifinais da competição sul-americana.

“Não tem times fáceis na Libertadores, todos os jogos, a partir de agora, serão difíceis. Estamos trabalhando a cada jogo, são partidas diferentes. Vamos em busca da vitória sempre. Como todo clube paraguaio, o Libertad é forte, intenso, já enfrentamos o Guaraní. Vamos tentar fazer o melhor na terça-feira”, avisou o defensor palmeirense.