Futebol

Gabigol será julgado e corre risco de suspensão pelo STJD por polêmica em partida contra o Inter

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de setembro de 2021 - 16:56 - Atualizado em 9 de setembro de 2021 - 17:15

O STJD (Supremo Tribunal de Justiça Desportiva) divulgou em nota lançada nesta quinta-feira que o atacante Gabigol, do Flamengo, passará por julgamento no próximo dia 17 de setembro por ”conduta contrária à disciplina ou à ética” após ser expulso na partida contra o Internacional, no dia 8 de agosto, pelo Brasileirão.

Na ocasião, quando o placar já informava 3 a 0 para o time gaúcho no Maracanã, Gabriel  chutou a bola com o jogo paralisado e tomou um cartão amarelo. Na sequência, bateu palmas ironicamente para a decisão do juiz  Paulo Roberto Alves Junior, que o mostrou o segundo amarelo e, em seguida, o vermelho.

Inconformado, o camisa 9 do Flamengo ainda reclamou ao sair do gramado: “Isso é uma piada. Por isso que o futebol brasileiro é essa várzea”.

Segundo a procuradoria, a ação do jogador desrespeita o artigo 258 do do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prega pelo respeito à ética esportiva e à arbitragem.

A pena de Gabigol pode variar de uma a seis partidas de suspensão.

“Este fato também se revela de extrema gravidade porque foi direcionado ao quarto árbitro da partida e com o nítido propósito de expor os profissionais à retaliação pública, eis que próximo das câmeras da televisão e de captação de áudio. A frase do denunciado, ao indicar que o futebol brasileiro é uma várzea por causa dos juízes de futebol, ofende toda a categoria e deve ser severamente punido por este órgão judicante”, disse a procuradoria na nota.