Futebol

Cuca reclama de pênalti e lamenta empate do Santos: “Precisávamos ter vencido”

Gazeta
Gazeta Esportiva

6 de janeiro de 2021 - 21:54 - Atualizado em 6 de janeiro de 2021 - 23:45

Cuca reclamou de pênalti não marcado em Marinho e lamentou o empate do Santos em 0 a 0 com o Boca Juniors na noite desta quarta-feira, em La Bombonera, pela ida das semifinais da Libertadores da América.

O técnico valorizou a atuação do Peixe, mas disse que o time poderia (e precisava) ter vencido. Aos 29 minutos do segundo tempo, Marinho levou a melhor sobre Izquierdoz e foi tocado. A arbitragem de Roberto Tobar (CHI) não marcou pênalti e nem foi no vídeo rever o lance. De acordo com Carlos Simon, ex-árbitro e comentarista da Fox, a penalidade máxima foi clara.

“Sentiria (o Santos perto da final) se tivéssemos vencido aqui. Viemos para ganhar. Viemos com quatro atacantes e soltando os laterais para fazer gol, ganhar o jogo. Jogamos até um pouco melhores com o Boca e não é fácil. Tivemos um lance decisivo, que foi pênalti não marcado. Marinho sofre o pênalti no alto e no chão. Poderia ter decidido a partida a nosso favor. Jogo bem jogado que poderíamos ter ganho. Empate não é vantagem. 0 a 0 é pênalti, outro pênalti é Boca. Esse empate é mais favorável ao Boca. A vantagem é que viemos em La Bombonera com só dois que jogaram aqui. E agora eles vão na maior vila do mundo enfrentar a gente”, disse Cuca.

“Temos que jogar como jogamos hoje, com uma definição melhor. Equipe tradicional, mais experiente, e fomos melhores. Estou contente com a produção, mas queríamos e precisávamos ter vencido. Libertadores é complicada. Vantagem mínima do Grêmio é um fator, hoje não. Continua tudo aberto, Boca fora de casa é perigoso e temos que tomar cuidado”, completou.

A decisão em busca de uma vaga na final da Libertadores da América ocorrerá na próxima quarta-feira, na Vila Belmiro. Antes, o Santos enfrentará o São Paulo, domingo, no Morumbi, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.