Futebol

Conselheiros do Corinthians enviam carta a Duilio pedindo para o time não jogar

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de março de 2021 - 19:41 - Atualizado em 23 de março de 2021 - 20:00

Duilio Monteiro Alves, presidente do Corinthians, recebeu na noite desta terça-feira, uma carta assinado por 35 conselheiros do clube.

O documento pede ao mandatário compreensão diante da situação sanitária do país e que o Corinthians não seja representado em nenhuma modalidade esportiva enquanto o país estiver com o enfrentamento da pandemia fora de controle.

“Em que pese a nossa situação financeira desastrosa, e tal qual as UTI do país, pré colapsada, o Corinthians deveria dar o exemplo e não jogar nenhum campeonato nessas condições”, diz trecho da carta.

O movimento se diz apartidário e começou a ser mobilizado nesta semana, por meio de conversas por mensagens. Há uma promessa de adesão de mais grupos do Conselho Deliberativo corintiano, o que deve fazer o desejo ganhar peso.

Antes dos conselheiros, a Gaviões da Fiel, maior organizada do clube, também se posicionou contra a continuidade das competições e a presença do Corinthians em campo.

Ainda assim, o Corinthians vai entrar em campo às 21 horas desta terça-feira, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, pela 5ª rodada do Campeonato Paulista. O Timão vai enfrentar o Mirassol. Na sexta-feira, a equipe de Vagner Mancini vai a Saquarema, também no Rio, para jogar como mandante diante do Retrô-PE, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Duilio Monteiro Alves, quando representou o Corinthians nas reuniões junto a Federação Paulista de Futebol e Confederação Brasileira de Futebol, concordou que o futebol não deve ser paralisado por causa do agravamento da pandemia.

Abaixo, leia a carta enviada a Duilio nesta terça:

São Paulo, 23 de março de 2021

Ao Sr. Duílio Monteiro Alves

Presidente da Diretoria do Sport Club Corinthians Paulista

Preocupados com o agravamento da pandemia que o país atravessa, nesse momento chegando a 300.000 mortos e, em solidariedade às famílias que perderam seus entes queridos ou estão com os mesmos em hospitais lutando contra esse mal, vimos à presença do Presidente da Diretoria do Sport Club Corinthians Paulista, Sr. Duílio Monteiro Alves, manifestar nossa preocupação e discordância com a continuidade da prática de qualquer modalidade desportiva nesse momento.

A questão do enfrentamento à pandemia, não deveria sequer ser motivo de debates. Não deveria ser coisa de quem é a favor ou contra. A politização do tema foi um ato fatal para a vida de milhares de pessoas. O enfrentamento dessa crise deveria ser, antes de tudo, técnico, não motivo de aposta política.

A interrupção temporária dos campeonatos de futebol é uma necessidade sanitária. Não são apenas atletas e comissão técnica que se aglomeram e se deslocam para as partidas de futebol. A chamada “cadeia produtiva”, é composta por centenas ou até milhares de pessoas, muitas vezes precarizadas.

Em que pese a nossa situação financeira desastrosa, e tal qual as UTI do país, pré colapsada, o Corinthians deveria dar o exemplo e não jogar nenhum campeonato nessas condições.

A anuência da Presidência e da atual Diretoria com a continuidade da prática do desporto nessa situação representa um prejuízo histórico e uma mancha na nossa trajetória.

Mais do que a questão sanitária, trata-se se um exemplo, de uma sinalização do Time do Povo para toda a sociedade.

Subscrevem o texto desse manifesto os seguintes Conselheiros do Sport Club Corinthians Paulista:

Ana Lucia Tomé Órfão

Arcangelo Sforcin Filho

Armando José Terreri Rossi Mendonça

Caio Mora Ribeiro

Carla Dualib Sonnewend

Carlos Ojeda

Carlos Rafael Ferreira de Castilho

Ciro Dualib Sonnewend

Edson Médice Dualib

Edson Real Dualib

Fábio Antônio Palmieri

Fábio Francisco de Albuquerque Carrenho

Fabio Luiz da Silva

Fabricio José Parras Vicentim

Felipe Moreno

Germano Augusto

Jair João de Lima

Jair Nunes

Julio Kahan Mandel

Leonardo Romanholi Filho

Levon Kessadjikian Filho

Marcelo Arone Garcia

Marcelo Mariano dos Santos

Mirella Havir

Miriam Athie

Oldano Gonçalves de Carvalho

Paulo Roberto Bastos Pedro

Renata Ribeiro Rainone

Renato Campiteli Rodrigues

Rodrigo Vicente Bittar

Rozallah Santoro Júnior

Sergio Panes Domingues

Silvestre Fabbri

Ubiratan Mendonça Junior

Wagner Augusto Guedes Mohallem