Futebol

Com nova reunião marcada, São Paulo se aproxima de acordo com Daniel Alves

Gazeta
Gazeta Esportiva

16 de setembro de 2021 - 00:07 - Atualizado em 16 de setembro de 2021 - 00:15

O São Paulo está próximo de um acordo com Daniel Alves pela rescisão do contrato do jogador. Após não se reapresentar ao clube passada a Data Fifa, em que defendeu a Seleção Brasileira nas Eliminatórias para a Copa do Mundo, o lateral-direito foi descartado pela diretoria tricolor e desde então as partes vêm conversando para acertar os valores que devem ser pagos ao atleta.

O São Paulo já tinha uma dívida de R$ 18 milhões com Daniel Alves referente a direitos de imagem e luvas pela assinatura de contrato válido até dezembro de 2022. Desde que Julio Casares assumiu a presidência, os salários em CLT do jogador vêm sendo pagos, mas a dívida que existe desde a gestão anterior não só foi mantida como também aumentou.

Apesar de as conversas terem evoluído nas últimas horas, uma nova reunião entre a diretoria e o staff de Daniel Alves está marcada para esta quinta-feira. A expectativa é de que o martelo seja batido até o fim da semana, uma vez que a rescisão interessa para ambas as partes.

Enquanto o São Paulo planeja dar fim a uma dívida milionária, ainda que através de pagamento parcelado e a longo prazo, Daniel Alves precisa voltar a atuar para seguir sendo convocado para a Seleção Brasileira. O jogador já assumiu publicamente que sonha em disputar a Copa do Mundo do ano que vem após ser cortado em 2018, na Rússia, por causa de uma lesão.

O valor que Daniel Alves irá receber do São Paulo não foi revelado, mas o clube tinha como intenção se livrar dos milhões que teria de pagar ao jogador até o fim de seu contrato, que terminaria em dezembro de 2022. O Tricolor está disposto a arcar com os R$ 18 milhões que já deve ao seu ex-camisa 10 e tenta negociar outros pontos exigidos pelos representantes do lateral-direito.