Futebol

Com chegada de Gabriel Neves, Luan, enfim, ganha “sombra” no São Paulo  

Gazeta
Gazeta Esportiva

31 de agosto de 2021 - 06:00 - Atualizado em 31 de agosto de 2021 - 06:15

Gabriel Neves era um desejo antigo do São Paulo. Após não conseguir contratar o jogador nos primeiros meses de 2021, o Tricolor conseguiu atrair o volante neste segundo semestre para, enfim, promover concorrência a Luan, um dos poucos jogadores com cadeira cativa na equipe do técnico Hernán Crespo.

Aos 24 anos, Gabriel Neves chega para ser uma opção versátil ao meio-campo do São Paulo. O jogador pode atuar tanto como primeiro quanto como segundo volante. Há a possibilidade de ele atuar ao lado de Luan, mas como Liziero, Rodrigo Nestor e Talles já exercem um papel em que têm mais liberdade para ir ao ataque, a ideia é que o uruguaio seja uma alternativa como “cabeça de área”.

Apesar da pouca idade, Gabriel Neves já defendeu a seleção uruguaia nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Catar. Em novembro do ano passado, esteve em campo nos minutos finais da vitória sobre a Colômbia, por 3 a 0, e é considerado um dos jovens mais promissores do futebol do país.

Mas, a missão de desbancar Luan do meio-campo não será nada fácil para Gabriel Neves. O volante do São Paulo soma 33 jogos na atual temporada, figurando entre os atletas mais utilizados por Hernán Crespo. Formado nas categorias de base do clube, o camisa 13, autor do primeiro gol do time na final do Paulistão, contra o Palmeiras, se converter em uma espécie de ídolo recente da torcida.

Vale lembrar que a concorrência entre Gabriel Neves e Luan também pode durar pouco tempo. A cria da base tricolor vem sendo observada por alguns clubes do futebol europeu há tempo, e com a necessidade de o São Paulo vender alguns de seus atletas para reequilibrar seu fluxo de caixa, a presença do camisa 13 no clube pode não se estender por muito tempo. O uruguaio, por sua vez, permanecerá, no mínimo, até o fim de 2022, quando termina seu empréstimo.