Futebol

Com Abel e Galiotte, Palmeiras homenageia ídolos das Academias com título social vitalício

Gazeta
Gazeta Esportiva

18 de novembro de 2021 - 15:04 - Atualizado em 18 de novembro de 2021 - 16:15

Nesta quinta-feira, o Palmeiras homenageou ídolos da Primeira e da Segunda Academia com um título remido do clube social. A ação, que foi realizada na Academia de Futebol, foi liderada pelo presidente Maurício Galiotte e por outros integrantes da diretoria e do conselho alviverde. O técnico Abel Ferreira também esteve na cerimônia.

Ao todo, foram favorecidos 27 ex-atletas, sendo todos eles remanescentes dos anos 60 e 70, quando o Verdão ganhou a alcunha de Academia de Futebol pela forma com que atuava. Estiveram presentes 14 ex-jogadores. São eles: Ademir da Guia, Arouca, César Maluco, De Rosis, Dudu, Edu Bala, Leão, Mário Motta, Nei, Picasso, Pio, Polaco, Procópio e Zeca. Eurico, Luís Pereira, Alfredo Mostarda, Leivinha, Madurga, Jair Gonçalves, Careca, Nelson Coruja, Julio Amaral, Rinaldo, Santo, Maidana e Baldocchi foram homenageados à distância por não poderem comparecer no local.

Com o título, os craques poderão participar da política do Alviverde, além de frequentar e usufruir das dependências do clube livres de custos até o fim de suas vidas.

“Temos realmente que agradecer à nossa Sociedade Esportiva Palmeiras, onde passamos muitos anos, disputamos muitos campeonatos e vivemos muitas glórias. Obrigado, Palmeiras!”, declarou Ademir da Guia.

Autor de 182 gols em 327 jogos de 1967 a 1974, sendo assim o maior artilheiro do clube na era profissional e com o nome de Palmeiras, Cesar Maluco também agradeceu pela homenagem. Além do título remido, aliás, o ex-atacante também receberá um busto na recém-inaugurada sala de troféus do clube.

“É uma honra receber este presente e reconhecimento do Palmeiras. Eu já era sócio e participei da vida política do clube como conselheiro, mas agora como remido é muito melhor. Me sinto privilegiado por ser duas vezes homenageado em tão pouco tempo. Primeiro, com a notícia que vou ganhar um busto na sala de troféus do Palmeiras, que meus bisnetos e gerações futuras poderão ver mesmo quando eu não estiver mais aqui. Depois, por mais esta ação nobre da parte do Palmeiras”, declarou o ídolo César Maluco.

O evento ainda contou com a presença de Abel Ferreira, que cumprimentou um a um dos ídolos homenageados e tirou foto com o grupo. O comandante do Verdão foi responsável por entregar o certificado para Humberto da Silva Frias, conhecido como Arouca, que jogou no Palmeiras em 138 partidas entre 1974 e 1977 e é português naturalizado brasileiro.