Futebol

CNRD aceita rescisão de Uribe no Santos, mas nega justa causa

Gazeta
Gazeta Esportiva

18 de setembro de 2020 - 20:18 - Atualizado em 18 de setembro de 2020 - 21:30

A Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) da CBF não aceitou a medida de urgência pleiteada por Fernando Uribe para rescindir o contrato por justa causa no Santos. 

O atacante pode assinar com um novo clube, mas essa equipe seria solidária ao pedido de indenização feito pelo Peixe – caso semelhante ao de Christian Cueva no Pachuca, do México.

Uribe pode, então, acertar com algum time e correr o risco jurídico de indenização no futuro ou aguardar pelo fim do processo sem clube.

A ação continuará na CNRD após o pedido de urgência ser negado. Fernando Uribe não tem mais vínculo com o Santos, mas, de certa forma, segue “preso” até a decisão final.

Aos 32 anos, Uribe tinha contrato até junho de 2022 com o Santos. Ele veio do Flamengo por R$ 5 milhões em 2019 e não marcou um gol em 16 jogos.