Futebol

CEO do Bayern de Munique se posiciona contra criação da Superliga

Gazeta
Gazeta Esportiva

19 de abril de 2021 - 14:03 - Atualizado em 19 de abril de 2021 - 14:15

O CEO e presidente do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge, se posicionou de forma contrária à criação da nova Superliga nesta segunda-feira.

Em nota oficial no site do Bayern de Munique, o mandatário declarou que a nova competição não será a solução dos problemas financeiros de clubes na Europa.

“Não creio que a Superliga vá resolver os problemas financeiros dos clubes europeus que foram causados ​​pelo coronavírus. Em vez disso, todos as equipes da Europa devem trabalhar em solidariedade para garantir que a estrutura de custos, em particular os salários dos jogadores e os honorários dos consultores, sejam ajustados às receitas, a fim de tornar o futebol europeu mais racional”, afirmou

A Uefa divulgou, na manhã desta segunda, o novo formato da Liga dos Campeões a ser adotado a partir da temporada 2024/2025. Rummenigge ainda pontuou que aprova o nove molde adotado pela entidade europeia.

“O FC Bayern não participou do planejamento de uma Superliga. Estamos convencidos de que o atual formato do futebol garante uma base séria. O FC Bayern concorda com o novo formato da Liga dos Campeões por acreditar que é o passo certo para o desenvolvimento do futebol europeu. A fase preliminar modificada contribuirá para mais tensão e emoção na competição”, disse.

O rival Borussia Dortmund manteve a mesma posição posição dos Bávaros. Em comunicado oficial divulgado no último domingo, o CEO do Dortmund, Hans-Joachim Watzke, afirmou que “foi a clara a opinião dos membros da Associação Europeia de Clubes que os planos da fundação da Superliga fossem rejeitados”.