Futebol

Carille fala em ‘gratidão eterna’ ao Santos e elogia elenco: “Bem forte”

Gazeta
Gazeta Esportiva

9 de setembro de 2021 - 12:34 - Atualizado em 9 de setembro de 2021 - 13:30

Fábio Carille foi apresentado como novo técnico do Santos no fim da manhã desta quinta-feira, na Vila Belmiro. Ele assinou contrato até dezembro de 2022, comandará o primeiro treinamento pela tarde e estreará contra o Bahia no sábado, na Vila Belmiro, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na entrevista, o treinador ex-Corinthians explicou os motivos para o “sim” ao Peixe depois de ser demitido do Al-Ittihad, da Arábia Saudita. Ele recebeu sondagens de outros clubes e tinha a possibilidade de esperar 2022 para começar um trabalho desde a pré-temporada.

“Me sinto em paz por tudo que ouvi, uma conversa muito legal com o presidente Andres Rueda… Vamos trabalhar para que os resultados venham o quanto antes. Estou numa alegria tão grande, uma paz tão grande… Ansiedade muito pouco perto do que passei. Com essa paz recebi a proposta e essa oportunidade. Muito feliz mesmo, gratidão eterna por esse convite. Eu e minha equipe estamos muito agradecidos”, disse Carile.

O novo comandante santista também elogiou o elenco:

“Ainda não falamos sobre isso (reforços). O melhor é entrar no CT e o dia a dia mostrar alguma posição que possa potencializar o elenco. Ainda é muito cedo. Já busquei que é um grupo bem equilibrado, jogadores chegando e se recuperando. Santos tem equipe bem forte. Se precisar dentro das condições do Santos,  podemos ir atrás”, completou.

Carille tem 47 anos e fez sucesso desde a base do Corinthians antes de ser efetivado em 2016. Ele foi campeão brasileiro em 2017 e conquistou o tricampeonato paulista (2017, 2018 e 2019).

Depois dos títulos, Carille foi para o Al Wehda, também da Arábia Saudita, em 2018. Ele ficou sete meses por lá antes de voltar ao Timão. A segunda passagem no Parque São Jorge não foi como o esperado e veio a demissão em novembro de 2019.

No Ittihad, Carille se destacou. Somou 21 vitórias, 16 empates e 10 derrotas em 47 jogos, com a vaga na final da Liga dos Campeões Árabes. A derrota na decisão e uma divergência com a diretoria culminaram na surpreendente saída.

Fábio Carille dirigirá o Santos no Campeonato Brasileiro, onde o time ocupa a 14ª colocação atualmente, e na Copa do Brasil. O Peixe perdeu por 1 a 0 para o Athletico na Arena da Baixada e precisa vencer na Vila na próxima terça-feira para avançar à semifinal. A estreia será diante do Bahia, sábado, também na Vila Belmiro, pela 20ª rodada do Brasileirão.