Futebol

Campeão da Sul-Americana, Alberto Valentim revela estratégia para vencer Bragantino e elogia gestão do Athletico-PR

Gazeta
Gazeta Esportiva

22 de novembro de 2021 - 16:20 - Atualizado em 22 de novembro de 2021 - 17:30

Alberto Valentim se sagrou campeão da Copa Sul-Americana pelo Athletico-PR no último sábado. O treinador revelou a estratégia utilizada pelo Furacão no jogo do título e elogiou a gestão do presidente Mario Celso Petraglia.

O Athletico derrotou o Bragantino por 1 a 0, com gol de Nikão, ainda na primeira etapa. Questionado sobre o comportamento defensivo de sua equipe, Valentim elogiou a atuação de seus jogadores.

“Nós temos nosso padrão de jogo, tínhamos nossas estratégias defensivas sim. Mas a ideia era defender bem, com um bloco médio ou alto e tentar fazer os gols quando tivéssemos a bola. Depois do gol você acaba sendo obrigado a baixar o bloco de marcação, mas a ideia era propor um jogo seguro na fase defensiva e e explorar bem nosso ataque com os atacantes e alas. Nós controlamos bem o jogo, estava muito calor. O ritmo não foi tão dinâmico, mas estão todos de parabéns. O Bragantino, com exceção de alguns lances de escanteio, não levou perigo”, disse Valentim aos canais Disney.

O treinador aproveitou para elogiar a gestão atual do Athletico, citando a infraestrutura do Furacão. “É uma gestão pioneira, séria, inovadora. Não vejo um dirigente mais audacioso e inteligente que o Mario Celso Petraglia. O salto de qualidade que o Atheltico-PR deu nos últimos 26 anos e o que o clube virou, com Arena, campo sintético, centro de treinamento… Esse é o Athletico-PR, uma potência hoje.”

“No Athletico as coisas funcionam de dentro para fora. Aqui as coisas não acontecem primeiro por causa de opiniões externas, não é assim que o presidente muda alguma coisa. Tem os conceitos bem definidos e vamos seguindo isso. Quando cheguei, o Paulo já havia assumido o time com cinco partidas e eu dei sequência no que vinha sendo feito. Com poucos dias de treino, a gente vem em uma batida forte, seguindo a filosofa implantada no clube. Dois ou três jogadores estão jogando mais com a minha chegada, mas essa é uma sequência de um ótimo trabalho, especialmente do Paulo. Eu tenho a qualidade de ouvir, aprender com as pessoas. Eu divido tudo, falo das escalações… Fiz isso por onde passei. Eu vim pra ajudar, pra agregar”, acrescentou.

Por fim, o treinador falou sobre o Campeonato Brasileiro, competição que o Furacão ainda corre risco de rebaixamento. “Vamos trabalhar muito forte pra esse jogo contra o São Paulo. Vamos pensar a cada jogo, amanhã vamos fazer o último treinamento… Vamos melhorar nossa situação no Brasileirão, não temos outro pensamento. A Copa do Brasil está longe e vamos focar nesses jogos que restam.”