Futebol

Camacho curte boa fase no Santos: “Me sinto em casa”

Gazeta
Gazeta Esportiva

12 de outubro de 2021 - 13:08 - Atualizado em 12 de outubro de 2021 - 13:30

Camacho vive boa fase no Santos. Indicado pelo ex-técnico Fernando Diniz, o meio-campista segue como titular absoluto sob o comando de Fábio Carille.

Camacho foi um dos destaques da vitória do Peixe por 1 a 0 sobre o Grêmio no último domingo, na Vila Belmiro. A cena da comemoração dele após o gol de Wagner Palha repercutiu muito nas redes sociais.

“Hoje, com a internet, não tem como a gente ficar sem saber das coisas. E fiquei muito feliz com a repercussão do meu gesto. Ali foi mais um desabafo mesmo, aquele sentimento de um caminhão saindo das costas de todos nós, jogadores e torcedores. Da forma que aconteceu, nos acréscimos, foi um desabafo e um alívio para todos. Eu não esperava essa identificação tão rápida aqui. Apesar do momento complicado na competição, eu me sinto muito bem no clube. Muito orgulhoso de defender essas cores. Fui muito bem recebido por todos e me sinto em casa. Sabemos que ainda tem muito campeonato pela frente e ainda estamos numa situação muito difícil, mas o jogo de domingo foi bom demais. Acho que foi do jeito que tinha que ser para a gente tirar essa ‘zica’ e partir para coisas boas”, disse Camacho, destaque em estatísticas individuais do Santos.

“É muito bom saber desses números, pois são características que a minha posição pede. Desde quando comecei na base eu sempre tive essa característica do passe e acaba sendo algo normal, então esse número de desarme eu vejo como muito importante. Faz pouco tempo que comecei a jogar de primeiro volante, e sei que a função por ali é armar bem o time, mas também desarmar. Então fiquei bem feliz com esses dados e espero aumentar ainda mais até o fim do ano”, completou.

O experiente jogador de 31 anos também previu dificuldade contra o líder Atlético-MG nesta quarta-feira, no Mineirão, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Assim que acabou o jogo de domingo nós já comentamos dentro do vestiário para comemorar naquele momento, mas na segunda já colocar a cabeça no Atlético-MG, pois será um jogo importantíssimo. Todos os times que estão próximos de nós na tabela vão ter jogos complicados também, então se a gente conseguir essa vitória vai ser primordial para ficarmos ainda mais longe dessa zona de rebaixamento, pois o Santos não pode estar ali de jeito nenhum. Vai ser mais uma final. E não vai adiantar nada a fazer o jogo que fez no domingo e não conseguir dar uma sequência. Então vamos com a cabeça boa e sabendo que a gente pode buscar esse triunfo lá em Minas”, concluiu.