Esportes

Atlético bate o Paraná na Vila e se classifica para as semifinais

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

23 de março de 2014 - 00:00 - Atualizado em 23 de março de 2014 - 00:00

A garotada do sub-23 do Atlético, depois de perder a primeira partida da decisão por 2 a 1, entrou neste domingo (23) no gramado da Vila Capanema sabendo que precisava marcar dois gols de diferença para avançar nas semifinais do Campeonato Paranaense. Assim como no clássico do último domingo, o jogo teve torcida única paranista e os 6.749 torcedores viram o meia atacante Marcos Guilherme classificar a equipe rubro-negra e eliminar o Tricolor da disputa.

O Paraná Clube agora volta suas atenções para a Copa do Brasil. O clube empatou com o São Bernardo na última quarta-feira (20) e decide em casa, no dia 10 de abril, precisando de apenas um empate para se classificar.  Já o Furacão joga pelo campeonato paranaense contra o vencedor do confronto entre Londrina e JMalucelli. Antes, o clube tem mais uma partida pela Libertadores em casa, contra o Velez da Argentina.

O jogo

Pela terceira partida seguida, as duas equipes se enfrentaram pelo estadual. Apesar da linda festa paranista na entrada dos jogadores, o jogo começou feio, com muitos passes errados, faltas e pouca criatividade de ambas as equipes. O time visitante teve a primeira chance de gol com o chute de Crislan, mas foi o Tricolor que chegou com mais perigo no chute de Paulinho Oliveira, depois do rebote do goleiro Rodolfo.

Os dois goleiros pouco trabalharam no primeiro tempo, o jogo se concentrou no meio de campo. O Paraná dominou a meia cancha e tentava a todo o momento um lançamento para o matador Giancarlo, mas os jogadores de criatividade estavam pouco inspirados. No momento em que o Tricolor dominava, o Furacão saiu para o contra-ataque e Crislan, depois da bola jogada no meio de campo, achou Marcos Guilherme passando livre, o meia avançou e tocou na saída do goleiro marcos, 1 a 0.

O confronto foi para o intervalo em aberto, um gol dava a classificação para qualquer uma das equipes. Na volta para a etapa final, o jogo voltou pegado, muita disputa e faltas duras. Apesar de perder a vantagem, o Paraná voltou com o mesmo ritmo do primeiro tempo e não obrigou o goleiro Rodolfo a trabalhar. No tempo todo com o contra-ataque, a piazada do Atlético chegava com mais perigo e quase ampliou, com os chutes de Crislan e Marcos Guilherme, mas não demorou para o segundo sair.

Depois de receber no campo de defesa, Marcos Guilherme avançou com a zaga paranista aberta, driblou o zagueiro Nayllor e de dentro da área, na saída do goleiro Marcos, tocou para fazer o segundo, classificando o Atlético. Após o gol, o Paraná partiu para a pressão final e teve a única chance de mandar a partida para os pênaltis, nos pés de Giancarlo que tentou driblar a zaga e perdeu a bola. Eliminado, restou à torcida paranista vaiar o técnico Milton Mendes.

Ficha Técnica

Local: Estádio Durval de Britto e Silva (Vila Capanema), em Curitiba. Data: 23 de março de 2014, Domingo. Horário: 16h00 horas (Horário de Brasília).

Arbitro: Fábio Filipus. Assistentes: Bruno Boschilia e Daniel Cotrim de Carvalho.

Paraná Clube: Marcos; Roniery, Brinner, Naylhor e Breno; Cambará (Júlio César), Elton (Léo), Lúcio Flávio, Fernando Gabriel e Paulinho Oliveira (Ricardo Conceição); Giancarlo.

Técnico: Milton Mendes.

Atlético-PR: Rodolfo; Mario Sergio, Ricardo Silva, Lucas Alves e Lucas Olaza; Juninho (Táric), Otávio, Hernani e Zezinho (Bruno Furlan); Marcos Guilherme (Everton) e Crislan.

Técnico: Petkovic.Cartões amarelos: Paulinho (Paraná); Sidcley (Atlético); Hernani (Atlético)

Gols: Marcos Guilherme aos 43 minutos do 1ª tempo e aos 23 do 2ª tempo.

Cartões amarelos: Brinner, Lúcio Flávio (PAR); Lucas Olaza, Ricardo Silva, Hernani (ATL).

Cartão vermelho: Otávio (ATL).

Público pagante: 5.410; Público total: 6.449; Renda bruta: R$ 125.245,00.