Futebol

Athletico vence Libertad por 2 a 1 e abre vantagem nas oitavas de final da Copa Libertadores

Furacão constrói placar no primeiro tempo e larga em vantagem na briga pela vaga nas quartas de final; Vitor Roque e Nico Hernández fizeram os tentos do Rubro-Negro, enquanto Vilalba descontou para os paraguaios

Guilherme
Guilherme Almeida
Athletico vence Libertad por 2 a 1 e abre vantagem nas oitavas de final da Copa Libertadores
Vitor Roque comemora após marcar em sua estreia na Libertadores (Foto: Staff Images/Conmebol)

28 de junho de 2022 - 23:25 - Atualizado em 28 de junho de 2022 - 23:25

Na noite desta terça-feira (28), Athletico Libertad, do Paraguai, se enfrentaram, na Arena da Baixada, pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

O Furacão fez uma partida inteligente, principalmente na primeira etapa, e conseguiu sair em vantagem na briga pela vaga nas quartas de final. Vitor Roque e Nico Hernández fizeram os gols do triunfo athleticano por 2 a 1, e foram responsáveis pela alegria dos mais de 27 mil torcedores presentes no Joaquim Américo. Vilalba fez o tento dos paraguaios.

Com o resultado, o Athletico tem a vantagem de jogar pelo empate no duelo de volta, em Assunção, para garantir a vaga nas quartas de final. Ao Libertad, resta vencer por dois ou mais gols de diferença. Caso triunfe por um gol de diferença, a definição da vaga vai para os pênaltis.

A partida de volta entre as equipes está marcada para a próxima terça-feira (05), às 21h30, no Estádio Defensores del Chaco. Antes, porém, o Athletico volta a campo pela Série A. No sábado (02), encara o líder Palmeiras, no Allianz Parque, pela 15ª rodada.

Leia também: https://ricmais.com.br/futebol/athletico-anuncia-contratacao-volante-fernandinho/

ATHLETICO 2 X 1 LIBERTAD

Apoiado pela torcida, o Athletico começou a partida em ritmo alucinante, e conseguiu abrir o placar logo no início. Aos cinco minutos, após jogada trabalhada, David Terans tocou para Vitor Roque, que em sua estreia na Copa Libertadores, mandou uma bomba, no ângulo, sem chances para Martín Silva. O Furacão seguiu em cima, e teve outra boa chance aos 12, em chute de Pedrinho, que parou no goleiro adversário.

O Libertad só foi chegar pela primeira vez aos 14, em cabeçada de Melgarejo, que saiu sem direção. Os paraguaios não se intimidaram com o clima de pressão na Arena da Baixada, e foram para cima. Campuzano arriscou em chute de longe, que tirou tinta da trave de Bento.

O time visitante foi premiado pela insistência aos 19 minutos. Após cruzamento da esquerda, Vilalba se antecipou a defesa e completou para as redes, empatando o duelo. O gol fez a partida ficar aberta, com chances para ambos os lados. Porém, na primeira grande chance que teve, o Athletico marcou o segundo.

Aos 31, após cobrança de falta ensaiada, Tomás Cuello cruzou, a bola passou por todo mundo, e parou nos pés de Nico Hernández, que desviou e tocou para as redes. Martín Silva tentou tirar, mas ela já havia passado a linha. Festa da torcida athleticana. Aos 36, o Furacão quase ampliou, mas o chute de Tomás Cuello explodiu no travessão. O lance foi o último de perigo da primeira etapa.

O Athletico voltou do intervalo com Erick na vaga de Christian, que tinha cartão amarelo. A mudança surtiu efeito, e a equipe conseguiu manter a intensidade. O jogo, porém, continuava aberto, e o Libertad quase empatou aos 19, após chute de Melgarejo explodir no travessão.

O Furacão deu o troco no lance seguinte, mas o chute de Tomás Cuello parou em Martín Silva, que fez uma defesa espetacular. O arqueiro voltou a operar outro milagre aos 23, após chute de David Terans, que ia no ângulo.

Conforme o tempo foi passando, o Libertad se lançou ao ataque e até esboçou uma reação, mas o Athletico conseguiu segurar o ímpeto adversário e garantir a vitória, que dá uma pequena, mas importante vantagem para o duelo de volta, na semana que vem.

Ficha Técnica
Copa Libertadores
Oitavas de final – Partida de ida

Athletico: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Nico Hernández e Pedrinho; Hugo Moura, Christian (Erick 2ºT/00″) e David Terans (Vitor Bueno 2ºT/35″); Tomás Cuello (Matheus Babi 2ºT/42″), Pedro Rocha (Canobbio 2ºT/28″) e Vitor Roque (Rômulo 2ºT/35″)
Técnico: Felipão
Gols: Vitor Roque (1ºT/06″); Nico Hernández (1ºT/31″)
Cartões amarelos: Christian (1ºT/25″)

Libertad: Martin Silva; Mayada (Canale 2ºT/42″), Diego Vieira, Barboza e Samudio; Ramón Martínez (Mendieta 2ºT/09″), Campuzano, Diego Gómez (Merlini 2ºT/35″), Melgarejo e Vilalba (Franco 2ºT/09″); Roque Santa Cruz (Óscar Cardozo 2ºT/35″)
Técnico: Daniel Garnero
Gols: Vilalba (1ºT/19″)
Cartões amarelos: Barboza (2ºT/26″); Campuzano (2ºT/31″)

Local: Arena da Baixada, em Curitiba (Brasil)
Data: 28/06/2022
Horário:
 21h30
Árbitro: Alexis Herrera (VEN)
Assistentes: Carlos Lopez (VEN) e Lubin Torreabla (VEN)
Quarto árbitro: Jose Argote (VEN)
Árbitro de vídeo: Jhon Perdomo (COL)