Futebol

Athletico goleia o Fluminense por 4 a 1 e segue na cola da liderança

Richard, Vitinho, Zé Ivaldo e Nikão marcam os gols da contundente vitória de virada do Furacão, que segue na cola do líder Red Bull Bragantino

Guilherme
Guilherme Almeida
Athletico goleia o Fluminense por 4 a 1 e segue na cola da liderança
Richard foi o autor do primeiro gol do Athletico na vitória por 4 a 1 contra o Fluminense (Foto: Gustavo Oliveira/Athletico)

30 de junho de 2021 - 17:53 - Atualizado em 30 de junho de 2021 - 18:29

Na tarde desta quarta-feira (30), Fluminense e Athletico se enfrentaram, no Estádio Raulino de Oliveira, pela oitava rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

O Furacão levou um gol relâmpago, mas conseguiu reverter o placar, com uma goleada por 4 a 1, e se reabilitar na competição. Richard, Vitinho, Zé Ivaldo e Nikão foram os autores dos gols, enquanto Fred fez o tento do Tricolor Carioca.

Com o resultado, o Athletico se mantém na segunda colocação, com 16 pontos em sete partidas disputadas. O Furacão seca o Red Bull Bragantino, que enfrenta o Ceará amanhã, para permanecer na cola da liderança.

Já o Fluminense, acumula a quarta partida sem vitória, e permanece na nona posição, com dez pontos. Porém, o Tricolor Carioca poderá perder posições no complemento da rodada.

Na próxima partida, o Fluminense terá o clássico contra o Flamengo, no domingo (04), às 16h, no Maracanã. Antes, no sábado (03), às 19h, o Athletico receberá o Fortaleza, na Arena da Baixada.

FLUMINENSE 1 X 4 ATHLETICO

O Fluminense começou o jogo a milhão, e logo no primeiro lance, com um minuto de jogo, abriu o placar. Cazares cruzou da direita e encontrou Fred, que cabeceou entre os zagueiros, no canto direito de Santos.

O time da casa seguiu em cima, e teve nova chance aos três minutos, novamente com jogada da dupla Fred/Cazares. O meia soltou uma pancada de fora da área, mas parou em Santos.

O Athletico apenas assistia o time da casa jogar. Enquanto isso, o Fluminense teve outras duas boas oportunidades, com Martinelli e Yago Felipe.

O primeiro, arriscou um chute de fora da área e mandou por cima do travessão, aos oito minutos. Já o zagueiro, aos dez, tentou completar de cabeça, mas parou em Santos.

O Furacão só conseguiu assustar aos 20, com Zé Ivaldo, que aproveitou falta cobrada por Terans e cabeceou por cima do travessão. No entanto, no segundo ataque perigoso que teve, o Athletico chegou ao empate.

Aos 25, Richard recebeu passe de Léo Cittadini, cortou a marcação e chutou rasteiro, sem chances para Marcos Felipe.

Após o empate, o Furacão cresceu no placar, e chegou a virar a partida com Léo Cittadini, no entanto, a arbitragem, após consulta do VAR, anulou o lance por impedimento.

O segundo tempo começou fraco tecnicamente. As equipes erravam muitos passes e tinham dificuldades para criar jogadas. Os dois treinadores tentaram mudar o panorama da partida efetuando alterações, mas o jogo demorou a engrenar.

A primeira grande chance da segunda etapa foi do Athletico. Aos 24, Nikão aproveitou sobra de bola e mandou uma pancada, mas a bola foi por cima da meta de Marcos Felipe.

Não demorou para o Furacão virar o placar. Aos 27, Vitinho recebeu pela direita, cortou a marcação, e mandou no ângulo do goleiro do Fluminense, que nem se mexeu.

Quando o time da casa ainda se recuperava do baque, o Athletico marcou o terceiro e liquidou a fatura. Aos 30, após cobrança de falta de Nikão, Zé Ivaldo, livre, cabeceou para o fundo das redes. No entanto, ainda tinha tempo para mais.

Aos 49, Nino derrubou Léo Cittadini na área. Pênalti, que Nikão cobrou e decretou a goleada do Furacão.

Ficha Técnica

Campeonato Brasileiro Série A
Oitava rodada

Fluminense: Marcos Felipe, Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago Felipe (Ganso 2ºT/22″), Nenê (Matheus Martins 2ºT/31″) Gabriel Teixeira (João Neto 2ºT/32″) e Cazares (Kayky 2ºT/22″); Fred
Técnico: Roger Machado
Gols: Fred (1ºT/01″)
Cartões amarelos: Fred (2ºT/42″)

Athletico: Santos; Marcinho, Zé Ivaldo, Thiago Heleno e Abner Vinicius; Richard, Léo Cittadini, Fernando Canesin (Nikão 2ºT/18″) e David Terans; Carlos Eduardo (Vitinho 2ºT/18″) e Matheus Babi (Pedro Henrique 2ºT/41″)
Técnico: Bruno Lazaroni (interino)
Gols: Richard (1ºT/25″); Vitinho (2ºT/27″); Zé Ivaldo (2ºT/30″); Nikão (2ºT/48″)
Cartões amarelos: Richard (2ºT/42″)

Local: Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 30/06/2021
Horário:
 16h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)
Árbitro de vídeo: Vinicius Furlan (SP)