Futebol

No primeiro Athletiba de 2022, Coritiba e Athletico ficam no empate por 0 a 0

Coxa e Furacão mostram disposição e vontade, mas não conseguem tirar o zero do placar, em clássico marcado por briga entre as torcidas nas arquibancadas do Couto Pereira

Guilherme
Guilherme Almeida
No primeiro Athletiba de 2022, Coritiba e Athletico ficam no empate por 0 a 0
Primeiro Athletiba da temporada terminou 0 a 0 (Foto: Johan Gaissler/Rádio Triboleiros)

16 de fevereiro de 2022 - 22:32 - Atualizado em 16 de fevereiro de 2022 - 22:32

Na noite desta quarta-feira (16), Coritiba Athletico se enfrentaram, no Estádio Couto Pereira, no Athletiba, válido pela oitava rodada do Campeonato Paranaense.

O jogo teve todos os ingredientes possíveis de um clássico. Disposição, chances, discussões em campo, e, infelizmente, até uma briga na divisória das torcidas nas arquibancadas. A única coisa que não teve, foi o gol, e com isso, Coxa e Furacão não saíram do empate por 0 a 0, para frustração dos 23.581 torcedores presentes nas arquibancadas do Alto da Glória.

Com o resultado do Athletiba, ambas as equipes somam um ponto na tabela. Melhor para o Coxa, que contou com a derrota do Operário para o Maringá e assumiu a liderança, com 15 pontos. Apesar de ocupar a quinta colocação, o Furacão está apenas um ponto atrás do rival.

Na próxima rodada, a nona do Campeonato Paranaense, o Coritiba terá o clássico Paratiba, contra o Paraná Clube, no domingo (20), às 16h, na Vila Capanema. Já o Athletico, joga um dia antes, no sábado (19), às 19h, contra o Cianorte, na Arena da Baixada.

CORITIBA 0 X 0 ATHLETICO

O Athletiba começou com o Coritiba tomando as iniciativas. Aproveitando o fator casa, o Coxa foi para cima, e sufocou a saída de bola do Athletico nos primeiros minutos. Aos 12, Alef Manga arriscou de longe. O chute foi rasteiro e bateu na rede, mas pelo lado de fora.

A resposta do Furacão veio dois minutos depois. Marcinho cobrou falta, Pablo desviou e a bola sobrou para Léo Cittadini, que completou para o fundo das redes. A arbitragem, porém, sinalizou impedimento e o gol foi anulado, para tristeza dos athleticanos e alívio dos coxa-brancas presentes no Couto Pereira.

No entanto, o bom futebol apresentado pelas equipes no início do Athletiba foi ofuscado por uma briga na divisória das duas torcidas no estádio. A Polícia Militar demorou para conseguir conter a confusão, e somente após sete minutos de paralisação, a partida foi enfim reiniciada.

Polícia Militar precisou isolar a área aonde as torcidas brigaram (Foto: Johan Gaissler/Rádio Triboleiros)

O Coxa teve outra boa chance aos 32. Egídio cobrou falta e Pedro Henrique desviou, quase marcando contra. O Furacão também teve outras oportunidades com Pablo e Davi Araújo, mas ambos não conseguiram marcar. Com isso, o primeiro tempo do Athletiba acabou mesmo em 0 a 0.

O Athletico voltou do intervalo com duas alterações. Aberto Valentim sacou Pablo e Davi Araújo, que deram lugar a Guilherme Bissoli e David Terans, respectivamente. No entanto, quem assustou primeiro foi o Coritiba. Aos cinco, Igor Paixão desviou cruzamento, de cabeça, mas a bola foi para fora.

O Furacão, apesar de não sofrer tanto perigo, também não incomodava o Coxa. Porém, quando o fez, quase abriu o placar. Aos 20, Léo Cittadini aproveitou a sobra de bola e finalizou. A bola desviou em Henrique e caprichosamente explodiu no travessão de Alex Muralha, quase tirando o zero do placar no Athletiba.

O técnico Gustavo Morínigo também tentou mudar o panorama da partida, efetuando as entradas de Thonny Anderson e Gustavo Bochecha, porém, ambos não conseguiram criar novas situações. Com o passar do tempo, as duas equipes se acomodaram na partida, e com medo de levar um gol e sofrer a derrota, pareciam satisfeitas com o empate. Com isso, o placar do primeiro Athletiba da temporada não poderia ser diferente do 0 a 0.

Ficha Técnica
Campeonato Paranaense
Oitava rodada

Coritiba: Alex Muralha; Guillermo de los Santos, Henrique, Luciano Castán e Egídio; Andrey, Val (Gustavo Bochecha 2ºT/32″) e Régis (Thonny Anderson 2ºT/19″); Igor Paixão, Alef Manga (Matheus Alexandre 2ºT/40″) e Léo Gamalho
Técnico: Gustavo Morínigo
Gols: 
Cartões amarelos: Igor Paixão (2ºT/30″)

Athletico: Santos; Marcinho, Pedro Henrique (Zé Ivaldo 2ºT/40″), Thiago Heleno e Abner; Erick, Matheus Fernandes e Léo Cittadini (Julimar 2ºT/34″); Davi Araújo (David Terans 2ºT/00″), Reinaldo (Carlos Eduardo 2ºT/28″) e Pablo (Guilherme Bissoli 2ºT/00″)
Técnico: Alberto Valentim
Gols: 
Cartões amarelos: David Terans (2ºT/08″); Guilherme Bissoli (2ºT/27″)

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data: 16/02/2022
Horário:
 20h30
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (PR)
Assistentes: Andrey Luiz de Freitas (PR) e Wagner Junior Bonfim Ledo (PR)