Futebol

Ataque do Corinthians costuma ter dificuldade contra times de Diego Aguirre

Gazeta
Gazeta Esportiva

23 de outubro de 2021 - 06:00 - Atualizado em 23 de outubro de 2021 - 06:15

O Corinthians terá um confronto direto na busca por uma vaga no G6 do Brasileirão diante do Internacional, neste domingo, no Beira-Rio. Para vencer fora de casa e voltar à zona de classificação para Libertadores, o Timão precisará superar o técnico Diego Aguirre, que costuma ser uma pedra no sapato para o ataque alvinegro.

Até o momento, Aguirre e Corinthians se enfrentaram seis vezes, com dois empates e duas vitórias para ambos os lados. O clube do Parque São Jorge, no entanto, sempre encontrou dificuldades para furar as defesas das equipes comandadas pelo uruguaio.

Foram apenas seis gols marcados nos seis duelos, todos em segundo tempo. A ocasião em que o ataque corintiano melhor funcionou contra um time de Aguirre foi justamente na primeira vez em que se encontraram. Pelo Campeonato Brasileiro de 2015, o Timão venceu o Inter de virada por 2 a 1 na Neo Química Arena, contando com boa atuação de Vagner Love após 45 minutos pouco inspirados.

O segundo empate foi em 2018, quando o uruguaio comandava o São Paulo. Pela ida das semifinais do Paulistão, o Tricolor pouco sofreu e triunfou por 1 a 0 no Morumbi. Já na volta, na Neo Química Arena, o Corinthians só conseguiu furar o bloqueio visitante aos 47 minutos da segunda etapa, com gol de cabeça de Rodriguinho, e devolver o placar. Nos pênaltis, os donos da casa levaram a melhor e avançaram à final, onde acabariam superando o Palmeiras para sagrarem-se campeões.

No mesmo ano, mais dois confrontos, ambos pelo Campeonato Brasileiro. No primeiro turno, triunfo são-paulino por 3 a 1 no Morumbi. O único gol do Corinthians foi marcado por Jonathas, já nos acréscimos, de forma irregular, já que o atacante dominou com o braço antes de finalizar.

Já no segundo turno, o Timão foi melhor no Majestoso realizado em Itaquera, mesmo ficando um jogador a menos desde o primeiro tempo. Ralf abriu o placar, mas Brenner rapidamente empatou e deixou o placar em 1 a 1.

Depois de três anos, Aguirre e Corinthians voltaram a se encontrar neste Campeonato Brasileiro. No primeiro turno, novo empate em 1 a 1 na Neo Química Arena, mas agora diante do Internacional. Após Edenílson abrir o marcador em pênalti polêmico, o time de Sylvinho pressionou na segunda etapa e buscou a igualdade no fim com Jô.

O duelo contra o Inter também será uma nova oportunidade para o sistema ofensivo de Sylvinho se provar. O Timão criou poucas chances e anotou apenas um gol nos últimos três jogos.

Corinthians e Internacional se enfrentam às 16 horas (de Brasília) de domingo, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois clubes tem 40 pontos conquistados, mas o Colorado leva vantagem nos critérios de desempate e aparece na sexta colocação.