Futebol

Abel aprova comportamento da torcida e aceita cobrança no Allianz Parque

Gazeta
Gazeta Esportiva

10 de outubro de 2021 - 00:06 - Atualizado em 10 de outubro de 2021 - 01:00

Na 93ª partida de sua gestão, Abel Ferreira finalmente teve a oportunidade de conviver com a torcida do Palmeiras no Allianz Parque. Derrotado pelo Red Bull Bragantino no Brasileiro, o técnico português aprovou o comportamento do exigente público e aceitou a cobrança na noite deste sábado.

Com 30% da capacidade do Allianz Parque liberada, 8.864 torcedores estiveram nas arquibancadas e apoiaram a equipe durante toda a partida, apesar do placar. Assim que o jogo acabou, no entanto, foram ouvidas algumas e a principal organizada chamou o time de “sem vergonha”.

“É isso que espero que o torcedor do Palmeiras faça. Que nos apoie e, no fim, julgue com palmas ou assobios. Hoje, não merecíamos outra coisa que não fossem assobios. Temos que fazer mais e melhor. Merecemos ser cobrados, porque não podemos sofrer gols da forma que sofremos”, reconheceu Abel.

No primeiro tempo, aproveitando seguidos erros do Palmeiras, Ytalo, Cuello e Artur colocaram o Red Bull Bragantino em vantagem. Dudu diminuiu ainda na etapa inicial e Raphael Veiga marcou de pênalti na metade final, mas Artur acabou com a reação do time mandante.

“Fica aqui o registro positivo de que, durante os 90 minutos, os torcedores do Palmeiras apoiaram sempre a equipe. Não foi por eles que cometemos os erros que cometemos. Não foi por eles que não tivemos ânimo e força para conseguir outro resultado”, afirmou o técnico português, com franqueza.

“Depois de um resultado como esse, é assumir o momento e aceitar a cobrança. Só há uma forma que conheço no futebol e na vida (para superar): trabalhar, analisar e fazer mais e melhor”, completou Abel. Terceiro colocado no Brasileiro com 39 pontos, o Palmeiras pega o Bahia às 21h30 (de Brasília) desta terça-feira, na Fonte Nova.