final anti-climático

Produtor Steven Soderbergh fala sobre controversa na ordem dos prêmios do Oscar 2021

Cerimônia deixou a entrega do Oscar de melhor ator por último

Thiago
Thiago Barros / Editor-Chefe TOMMO
Produtor Steven Soderbergh fala sobre controversa na ordem dos prêmios do Oscar 2021
Divulgação

5 de maio de 2021 - 13:43 - Atualizado em 5 de maio de 2021 - 13:44

Após controvérsias com a decisão de deixar o Oscar de Melhor Ator por último na cerimônia de 2021, Steven Soderbergh, que foi o produtor do Oscar deste ano justificou a decisão com a emoção dos discursos de atores. De acordo com Soderbergh, a escolha foi feita também baseada na possibilidade de Chadwick Boseman vencer o prêmio:

“Não é que nós presumimos que Boseman ganharia, mas se essa possibilidade existia, tinhamos que levar isso em consideração. Teria sido um momento tão extraordinário que voltar depois disso teria sido impossível”, justificou o produtor. 

Apesar disso, o principal motivo está ligado ao desejo de criar uma cerimônia diferente, e aproveitar a oportunidade para chacoalhar as tradições da Academia: 

“É nossa crença – e não é infundada – de que discursos de atores tendem a ser mais dramáticos do que de produtores. Então pensamos que seria bom mudar isso, especialmente se as pessoas não sabem o que esperar.”

Por fim, o plano acabou não sendo bem realizado. Chadwick Boseman não levou o último prêmio da noite, o vencedor foi Anthony Hopkins, que não estava presente na cerimônia do Oscar. Sendo assim, o Oscar 2021 não encerrou com um discurso e teve um final considerado anti-climático. 

A 93ª edição do Oscar aconteceu em 25 de abril e elegeu os melhores filmes lançados em 2020.

Leia também...