Família

Balanço Geral realiza programa especial de dia das mães; confira

O programa Balanço Geral da RIC Record TV realizou uma homenagem para todas as mães paranaenses; confira

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Balanço Geral realiza programa especial de dia das mães; confira

11 de maio de 2021 - 14:15 - Atualizado em 11 de maio de 2021 - 16:33

No sábado (8) o programa Balanço Geral da RIC Record TV realizou uma homenagem para todas as mães paranaenses. Com duas participações especiais: Padre Reginaldo Manzotti, a dupla Álvaro e Daniel, Danilo Dyba.

O dia das mães foi celebrado neste domingo (9), a data é uma das celebrações mais emocionantes do ano. Além do valor simbólico a data comemorativa é importante para o comércio brasileiro.

O programa especial foi possível com a ajuda do Crematório Vaticano, que tem respeito a quem vai e respeito a quem fica. RESPEITO SEMPRE.

Os apresentadores Jasson Goulart, Salsicha, Vinicius Parra e Giuliano Marques mostraram um pouco sobre as mães paranaenses. E como amor de mãe é imenso, muitas trabalham em causas sociais. Como é o caso da dona Regina Schleder Ferreira, que com 90 anos ainda tricota roupas de bebê para aqueles que já nascem em vulnerabilidade social. Regina é mãe de seis filhos, dois deles já morreram

“Nós não somos proprietárias, somos depositárias de joias preciosas que de vez enquanto Deus leva na hora que ele achar justo”.

disse Regina Schleder

Confira a reportagem na integra:

As mães de anjos também são lembradas nesta data tão especial. Em Londrina, três mães de anhos superaram a dor para serem esperança. Juntas elas criaram o grupo “Lute como uma mãe de anjo”.

“A gente quer acolher aquela mãe que está recente no luto”

conta Rosana Rocha Alves Jaqueto.

Além de ajudar as mães que perderam os seus filhos, o projeto arrecada recursos para doação a instituições que atendem crianças em Londrina. é possível acompanhar o projeto por meio das redes sociais @lutecomoumamaedeanjo

Confira a reportagem na integra:

Há muitos casos onde a mulher engravida sem ter o plano ou o sonho de ser mãe. Como é o caso da Yasmin Dorfmann de 19 anos. A estudante descobriu durante a pandemia a gravidez.

“Se eu vou conseguir ser mãe tão nova, essa é uma das minhas maiores preocupações”

conta a estudante.

Do outro lado temos as mulheres que desejam ser mães, mas que por conta da pandemia tiveram que adiar o sonho. Como foi o caso da empresária Andressa Dantas.

“Estava com a inseminação marcada para março de 2020 bem na época que começou a pandemia”

contou Andressa

Mesmo com a pandemia, muitos bebês chegaram ao mundo, foram aproximadamente 145 mil partos realizados em 2020. Entre eçes está o nascimento do pequeno Caetano. Ana Lúisa Pereira, conta como foi a experiência de etr um filho durante a pandemia.

“É um momento de muita fragilidade e a falta de estar com a família, com os amigos, de poder exibir a barriga, de poder ir ao médico em paz. eu descobri o sexo do bebê sozinha, porque ninguém podia me acompanhar, isso foi uma das partes que me tocou bastante, foi uma gravidez bem emotiva”

Conta Ana Luísa.

Confira a reportagem na integra:

Muitas mães já se foram, e algumas delas cedo demais. O Murilo Brime Kowaleski, de oito anos, perdeu a mãe quando tinha apenas dez meses de vida. Carla Tatiana Brime Kowaleski, tinha 34 anos quando descobriu um câncer em estágio avançado no intestino, ela faleceu em 2013.

Confira a reportagem na integra:

Patrícia Karin Meneghete é mãe de 3. Ela é professora e neste período de pandemia a profissão fica attva durante todo o dia para poder auxiliar os filhos com as aulas.

“Não vem manual de instrução para ser mãe e nem professora, é tudo na prática. Se organizando a gente consegue fazer tudo com tempo e muito amor”

Relatou Patrícia

Confira a reportagem na integra:

Roseli Barossi é mãe de cinco filhos e dois deles são portadores de autismo e epilepsia. A dedicação da mãe é em tempo integral.

“Com o diagnóstico tive que me superar e me reinventar”

Conta Roseli.

Barossi não consegue trabalhar por conta da rotina com os filhos. A renda da família vem do Benefício de Prestação Continuada, referente a um salário mínimo, o benefício é cedido ao filho Rafael que além do autismo e epilepsia tem paralisia cerebral. Os gatos da família são muito maiores e por isso ela vende canecas e recebe doações.

“Amor é proteger, este é o meu papel”

Relata Roseli.

Confira a reportagem na integra:

Andreia Moretti Lazarin, passou pelo pior cenário que uma mãe pode se deparar, seu filho Davi, foi diagnosticado com câncer. Ele recebeu o tratamento, mas em 2014, na noite de natal Davi não resistiu a doença.

“Embora seja muito doloroso eu considero que mandei um presente pra Jesus, o melhor que eu podia dar”.

Conta Andreia Moretti Lazarin

Após o falecimento do filho, Andreia fundou o Instituto Davi Moretti Lazarin. Andreia. A instituição recebe doações de mexas de cabelo, e a partir dessas doações o local faz as perucas e doa para as pessoas que estão no tratamento contra o câncer. Mais de 200 perucas já foram doadas em Maringá.

Confira o programa na integra:

Para encerrar com chave de outro o programa especial do Balanço Geral contou com a participação do Padre Reginaldo Manzotti.

Confira a apresentação:

Patrocínio: Vaticano Respeito a quem vai, respeito a quem fica. RESPEITO SEMPRE

Leia também...