Bastidores

Zé Rafael comenta rotina de treinos, mudança de posição e mira Seleção

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais

27 de maio de 2020 - 00:00 - Atualizado em 27 de maio de 2020 - 00:00

Meia de origem e até ponta em alguns momentos, Zé Rafael teve de se adaptar a uma nova função em 2020. Desde a chegada de Luxemburgo ao Palmeiras, o camisa 8 se tornou volante, e ganhou confiança na posição. Em entrevista ao Sportv, o jogador comentou sobre o novo posicionamento e como, se bem executado, pode render uma vaga na Seleção Brasileira.

“É tudo muito novo. Foi inserido esse ano com o professor Luxemburgo, e acabou dando certo. Consigo sair com a bola mais de frente, chegar de frente para o gol. Me sinto bem e espero evoluir ao longo do ano”.

Em 2020, participou de 12 jogos e marcou um gol

A nova posição é algo que era incomum no futebol há alguns anos, quando o volante era considerado apenas um destruidor de jogadas do adversário. Apesar de ter jogado aberto pela ponta com Felipão, o atleta foi recuado por Luxa, mas não com a intenção de mudar sua forma de jogar, e sim de dar ainda mais espaço para que construísse as jogadas vindo de trás. Zé Rafael acredita que, se mantiver um bom nível no Verdão, pode chegar a vestir a amarelinha.

“Eu acredito que, com o tempo, se eu continuar desempenhando um bom trabalho no Palmeiras, vai me dar condição de chegar à Seleção”.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.