Corinthians

Zagueiro Felipe evita ‘tema Neymar’ e fala de Corinthians: “Sou corintiano louco”

Gazeta
Gazeta Esportiva

28 de maio de 2021 - 15:04 - Atualizado em 28 de maio de 2021 - 15:15

O zagueiro Felipe, do Atlético de Madrid, foi o primeiro jogador a dar entrevista coletiva na Granja Comary desde que a Seleção Brasileira se reapresentou para os confrontos das Eliminatória da Copa do Mundo. Felipe falou sobre sua convocação, evitou entrar no a acusação de assédio que Neymar sofreu e ainda relembrou seus tempos de jogador do Corinthians.

O defensor de 32 anos falou sobre o quão especial é essa convocação para ele. A princípio, o jogador chega para ser uma “sombra” a Thiago Silva e Marquinhos. “São oportunidades únicas. Temos que trabalhar não só na seleção, mas nos clubes. Independente se você está fazendo bola parada ou agachamento na academia. Você está numa briga saudável, temos que ser uma ‘sombra’ pra quem está jogando, para aumenta o nível dos dois, de quem está jogando ou esperando oportunidade. Tento ser muito sincero no que faço, dou meu máximo, sempre busco estar concentrado para fazer o melhor”, comentou o zagueiro na coletiva.

Perguntado sobre a acusação de assédio que Neymar sofreu nesta quinta, Felipe não quis entrar no tema. “Estamos focados nos dois jogos aqui das Eliminatórias. Focados nos treinos, no nosso trabalho de hoje. Esse caso (do Neymar) é pessoal, ele que tem que resolver, não é a gente que tem que se colocar em nada. Somente focar e olhar para o lado futebolista. Durante os treinos, temos que fazer o que a comissão nos pede. Isso quem resolve é ele”.

Felipe ainda falou um pouco do seu tempo de jogador do Corinthians e passou um recado aos garotos da base que estão ganhando espaço no Timão. O jogador deixou o Alvinegro após o Brasileirão de 2015. “A gente acompanha quando pode (os jogos do Corinthians), pela diferença de fuso-horário. Mas sempre estou torcendo pelo Corinthians, a gente tem uma ligação muito forte, pessoas na família e amigos que sempre falam do Corinthians. Sou corintiano louco pelo que já vivi lá, tenho carinho pela torcida e pelos funcionários. O que posso falar para os jovens da base é para que eles foquem no trabalho, pois cheguei lá em uma posição difícil e me fortaleci durante o dia a dia. Sempre concentrado e tentando fazer o meu melhor. Isso me trouxe algo que hoje consigo levar para a minha vida. Independente do que aconteça, tem que ter um foco na vida para evoluir”.

Quem também falou nesta sexta foi o lateral Emerson Royal, convocado para substituir o lesionado Daniel Alves. O jogador que pertence ao Barcelona deixou claro que existem bons laterais surgindo, além do experiente jogador do São Paulo.

“A gente sabe que sempre se fala de que a seleção brasileira não tem lateral direito depois do Daniel Alves, que não tem substituto. Tem o Danilo, que está aqui. Acho que as vezes as pessoas falam por escutar, não por conhecimento. Falo de mim, venho fazendo temporadas no Betis em que pude me destacar durante duas temporadas seguidas, fui dos jogadores destaque do time. As pessoas muitas vezes falam que não têm laterais, só tem o Daniel. Porém, tem jogadores sim que estão vindo, mais jovens, e podem estar na seleção brasileira também”, disse o atleta que esteve emprestado ao Bétis.

O atleta também negou sentir muito nervosismo com essa oportunidade de vestir a Amarelinha. “Sou uma pessoa que não fica tão nervosa com isso. Não só eu, mas os jogadores se acostumam a jogar amistoso ou competição, acaba se tornando uma coisa mais natural. Estar com a camisa da Seleção Brasileira não importa a competição, a gente sabe a importância. A gente vem para cá para fazer o nosso melhor, evoluir sempre, que é o nosso foco principal”.

O Brasil enfrenta o Equador no dia 4 de junho (sexta-feira) e o Paraguai no dia 8 (terça-feira). A Seleção é a líder das Eliminatórias com 12 pontos e 100% de aproveitamento.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.