Campeonato Copa América

Viña e Arrascaeta falam sobre realização da Copa América no Brasil: “Não se deveria jogar”

Arrascaeta e Viña servirão a seleção uruguaia nos jogos contra Paraguai, nesta próxima quarta-feira e contra Venezuela, na próxima terça. As partidas são válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo

Gazeta
Gazeta Esportiva
Viña e Arrascaeta falam sobre realização da Copa América no Brasil: “Não se deveria jogar”
Viña e Arrascaeta junto com o técnico da seleção uruguaia, Óscar Tabárez (Foto: Reprodução/AUF)

1 de junho de 2021 - 12:08 - Atualizado em 1 de junho de 2021 - 15:01

O lateral Matías Viña, do Palmeiras, e o meia Giorgian de Arrascaeta, do Flamengo, comentaram a decisão da Copa América ser mantida e realocada para o Brasil. Os dois jogadores uruguaios entendem que essa não é a melhor escolha levando em conta o momento da pandemia da covid-19.

“Pessoalmente, pelo momento da pandemia, acho que não se deveria jogar. Mas, se temos que jogar, vamos jogar”, disse Viña, ao programa La Ora Deportiva, da rádio 970 Universal.

O meia flamenguista concordou com o companheiro. “As dificuldades que o mundo passa mostram as complicações para organizar um torneio. Não é o momento certo para fazer a Copa América, mas não podemos fazer nada”, disse Arrascaeta.

A Conmebol confirmou na última segunda-feira que o Brasil será a nova sede da Copa América após entrar em contato com o presidente Jair Bolsonaro e com a CBF. A competição tem data marcada para começar no dia 13 de junho.

Arrascaeta e Viña servirão a seleção uruguaia nos jogos contra Paraguai, nesta próxima quarta-feira e contra Venezuela, na próxima terça. As partidas são válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.