Bastidores

Vice-presidente do Grêmio fala sobre estreia na Copa do Brasil: “apaixonado por mata-mata”

Gazeta
Gazeta Esportiva

29 de outubro de 2020 - 10:59 - Atualizado em 29 de outubro de 2020 - 11:15

Nesta quinta-feira, o Grêmio enfrenta o Juventude pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. Em entrevista à Rádio GreNal, o vice-presidente do clube, Cláudio Oderich, falou da importância da partida, sobre estar atento ao adversário gaúcho e disse ter um apreço pessoal por competições mata-mata.

“O Grêmio começa hoje a caminhada para o hexacampeonato, o Juventude para o bicampeonato. Faltam 8 jogos, uma caminhada que a gente gosta, sou apaixonado por mata-mata. O Juventude não é o mesmo do Gauchão. É um time bem organizado pelo Pintado, vi alguns jogos na Série B. Acredito que ele não vá começar com os dois meias, Renato Cajá e Wagner. Acho que vai com o velocista, o Capixaba”. 

Lucas Uebel/Grêmio

Além da análise da partida, Oderich também aproveitou para criticar a escolha do árbitro Anderson Daronco. A reclamação veio justamente pelo fato de um gaúcho comandar o jogo, sendo que, a princípio, outra equipe de arbitragem deveria ser escalada quando os dois adversários são do mesmo estado.

“Não estamos satisfeitos com a arbitragem, assim como o Juventude, porque na regra da Copa do Brasil está que jogos locais terão arbitragem de fora. Mas eu acho o Daronco um grande árbitro, espero que faça uma grande jornada. Não me preocupa em hipótese alguma. Eu entendo que os árbitros erram de forma igual. E tem o VAR aí para ajudar”.

A partida entre Grêmio e Juventude está marcada para acontecer nesta quinta-feira, às 21h30, na Arena

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.