Esportes

Veron analisa primeiro ano como profissional e comemora retorno aos gramados

Gazeta
Gazeta Esportiva

24 de fevereiro de 2021 - 14:47 - Atualizado em 24 de fevereiro de 2021 - 15:00

Para o confronto de ida da final da Copa do Brasil, que será realizado no domingo, contra o Grêmio, o Palmeiras terá um importante reforço. Na terça-feira, o atacante Gabriel Veron foi liberado pelo departamento médico alviverde e treinou normalmente com o restante do grupo.

Veron entrou em campo pela última vez no dia 26 de janeiro, no empate em 1 a 1 com o Vasco, no Allianz Parque. Desde então, o garoto de 18 anos foi desfalque por conta de dores na coxa esquerda. Recuperado, o camisa 27 celebrou o retorno aos gramados.

“Estou muito feliz por estar de volta. Mais uma vez agradecer ao DM (departamento médico) por todo apoio e tratamento comigo, estou muito feliz por estar de volta. Infelizmente não consegui jogar nenhuma final, mas sempre estive com o grupo dando o meu máximo, tentando ajudar da melhor forma. Agora, para a Copa do Brasil, vou poder estar disponível para o treinador. Vou dar meu máximo sempre”, disse em entrevista ao canal do Palmeiras.

Tanto nas finais do Campeonato Paulista, contra o Corinthians, quanto na decisão da Libertadores, diante do Santos, Veron foi baixa por lesão. Agora, o atacante espera participar do duelo contra o Grêmio. Antes do jogo de ida, o Verdão ainda terá pela frente o Atlético-MG, na quinta-feira, pela última rodada do Brasileirão.

“A gente sempre trabalha ao máximo para cada jogo, queremos ir degrau por degrau. Ainda tem o jogo do Atlético-MG antes da final contra o Grêmio. Estamos trabalhando firme para enfrentar o Atlético e continuamos na nossa preparação para o jogo contra o Grêmio”, afirmou.

Gabriel Veron estreou profissionalmente em 2019, quando participou de três jogos com a camisa do Palmeiras e marcou dois gols. A atual temporada, no entanto, foi a primeira completa do jogador. Ao todo, foram 35  partidas e nove gols. A promessa alviverde analisou seu primeiro ano, que foi marcado por boas atuações e algumas lesões.

“Primeiro ano como profissional, muito aprendizado. Fiquei um tempo machucado, mas faz parte, talvez seja de adaptação. Agora estou de volta, feliz com meu primeiro ano e em busca de mais”, concluiu.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.