Bastidores

Veja os detalhes da estratégia do São Paulo para ficar com Volpi

Redação RIC Mais
Redação RIC Mais
Veja os detalhes da estratégia do São Paulo para ficar com Volpi

25 de dezembro de 2019 - 00:00 - Atualizado em 25 de dezembro de 2019 - 00:00

Veja a estratégia do São Paulo para ficar com Volpi (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O São Paulo precisou de criatividade e permanência para viabilizar a permanência do goleiro Tiago Volpi e assinar contrato até dezembro de 2023.

O Tricolor sabia desde o empréstimo do Querétaro (MEX) sobre a necessidade de investir R$ 21 milhões para a compra. As dificuldades financeiras, porém, fizeram o clube esperar até os últimos dias do vínculo.

O São Paulo conseguiu parcelar a entrada e não pagará nada até a segunda quinzena de janeiro. A primeira quantia é menor do que o combinado anteriormente, de 2,5 milhões de dólares (R$ 10,2 mi).

Além do entrave financeiro, outra motivação para aguardar foi a boa relação do Tijuana, agora no comando do Querétaro. O Tricolor tem caminho aberto com os representantes por causa da negociação do meio-campista Juninho em em 2015.

Confiante na estratégia, o São Paulo avisou Volpi sobre o “fico” antes das férias, por meio do presidente Leco. O goleiro é tido como exemplo pela diretoria pela liderança, dedicação nos treinamentos e personalidade. Ele recusou propostas no início do empréstimo e agora, no fim do ano. Os salários estavam acertados desde a chegada.

Informamos aos nossos visitantes que nosso site utiliza cookies. Ao usar nosso site, você concorda com nossos Termos de Uso. A maioria dos navegadores aceita cookies automaticamente. Para ver quais cookies utilizamos, acesse nossa Política de Privacidade.